Dieta do ovo promete secar em duas semanas; saiba como funciona

A dieta do ovo é uma das mais famosas quando o assunto é emagrecer rápido

, já que promete “secar” em duas semanas. Basicamente, a dieta consiste em comer de dois a quatro ovos nas refeições diariamente por 14 dias.


ovo

A dieta do ovo consiste em comer de dois a quatro ovos por dia durante duas semanas

A ideia é garantir a saciedade e diminuir o consumo de outros alimentos calóricos. A “regra” é comer sempre no café da manhã, mas também podem ser espalhados em refeições leves ao longo do dia.

Cardápio da dieta do ovo

A premissa da dieta é que o ovo ajude na saciedade, por isso, deve ser consumido no café da manhã. Para compor as outras refeições (são quatro no dia), indica-se incluir alimentos frescos, como frutas da estação, frango, peixe, saladas e castanhas.

Bebidas alcoólicas, sucos prontos e refrigerantes devem passar longe, assim como doces, frituras e excesso de sal. A ideia é seguir isso por duas semanas, sempre com o ovo como base da alimentação.

Mas e aí, funciona?

Pode até ser que você “seque”, mas os riscos da dieta do ovo são muitos. “O ovo é considerado o segundo melhor alimento do mundo, mas não é por isso que as pessoas precisam fazer dietas extremamente restritivas e por conta própria”, explica a nutricionista Luanna Caramalac.

Ao Delas,
a profissional fala sobre como o alimento é nutritivo e completo, mas diz que é preciso de uma dieta balanceada e elaborada por um profissional para atingir resultados saudáveis. “O ideal é que você faça um acompanhamento individualizado para saber as quantidades que precisa de acordo com suas necessidades”, fala.

“Sobre a promessa de secar, não existe nenhum alimento que de forma isolada seque ou engorde. É preciso avaliar o contexto geral da alimentação. Não existe nada que seja milagroso”, acrescenta.

Além disso, Luanna explica que, embora tenha um alto valor nutricional, o excesso de ovo pode levar o indivíduo a um quadro de desnutrição. “Mesmo sendo um alimento completo, se você não equilibra com os outros micro e macronutrientes, você vai ficar com deficiência nutricional, o que pode levar a uma desnutrição”, pontua.

Como colocar o ovo da dieta


ovo
O ovo tem alto valor nutricional, mas deve ser combinado com outros alimentos para equilibrar a dieta

Como Luanna explica, o ovo tem alto valor nutricional e deve fazer parte da dieta. Por isso, a importância de montar um cardápio balanceado e individualizado com ajuda profissional.

Em entrevista prévia ao Dela

,
Fernanda Silva, médica especializada em medicina integrativa, fala sobre como incluir o ovo na dieta de forma saudável. A sugestão da profissional é optar pela versão cozida, que é a que fica com menos calorias no final. Se você deseja consumir frito ou em forma de omelete, também pode, a dica da especialista é usar pouca quantidade de manteiga ou azeite.

Em relação a quantidade de ovos que pode ser ingerida por dia, vai variar de pessoa para pessoa. “Um atleta tem necessidades diferentes de proteínas de um indivíduo sedentário, por exemplo. Uma pessoa com tendência ao colesterol alto deve ter restrições ao consumo da gema. Cada um tem uma quantidade individual e única permitida por dia”, alerta.

“De uma forma geral, os estudos afirmam que adultos ou crianças, em boas condições de saúde, podem consumir até um ovo por dia, sem riscos. Caso queira consumir mais ovos, o correto é consultar um nutrólogo ou nutricionista, que irá definir o que é melhor para cada um”, diz Fernanda. 

Com Agências

Dieta do ovo promete secar em duas semanas; saiba como funciona

A dieta do ovo é uma das mais famosas quando o assunto é emagrecer rápido

, já que promete “secar” em duas semanas. Basicamente, a dieta consiste em comer de dois a quatro ovos nas refeições diariamente por 14 dias.


ovo

A dieta do ovo consiste em comer de dois a quatro ovos por dia durante duas semanas

A ideia é garantir a saciedade e diminuir o consumo de outros alimentos calóricos. A “regra” é comer sempre no café da manhã, mas também podem ser espalhados em refeições leves ao longo do dia.

Cardápio da dieta do ovo

A premissa da dieta é que o ovo ajude na saciedade, por isso, deve ser consumido no café da manhã. Para compor as outras refeições (são quatro no dia), indica-se incluir alimentos frescos, como frutas da estação, frango, peixe, saladas e castanhas.

Bebidas alcoólicas, sucos prontos e refrigerantes devem passar longe, assim como doces, frituras e excesso de sal. A ideia é seguir isso por duas semanas, sempre com o ovo como base da alimentação.

Mas e aí, funciona?

Pode até ser que você “seque”, mas os riscos da dieta do ovo são muitos. “O ovo é considerado o segundo melhor alimento do mundo, mas não é por isso que as pessoas precisam fazer dietas extremamente restritivas e por conta própria”, explica a nutricionista Luanna Caramalac.

Ao Delas,
a profissional fala sobre como o alimento é nutritivo e completo, mas diz que é preciso de uma dieta balanceada e elaborada por um profissional para atingir resultados saudáveis. “O ideal é que você faça um acompanhamento individualizado para saber as quantidades que precisa de acordo com suas necessidades”, fala.

“Sobre a promessa de secar, não existe nenhum alimento que de forma isolada seque ou engorde. É preciso avaliar o contexto geral da alimentação. Não existe nada que seja milagroso”, acrescenta.

Além disso, Luanna explica que, embora tenha um alto valor nutricional, o excesso de ovo pode levar o indivíduo a um quadro de desnutrição. “Mesmo sendo um alimento completo, se você não equilibra com os outros micro e macronutrientes, você vai ficar com deficiência nutricional, o que pode levar a uma desnutrição”, pontua.

Como colocar o ovo da dieta


ovo
O ovo tem alto valor nutricional, mas deve ser combinado com outros alimentos para equilibrar a dieta

Como Luanna explica, o ovo tem alto valor nutricional e deve fazer parte da dieta. Por isso, a importância de montar um cardápio balanceado e individualizado com ajuda profissional.

Em entrevista prévia ao Dela

,
Fernanda Silva, médica especializada em medicina integrativa, fala sobre como incluir o ovo na dieta de forma saudável. A sugestão da profissional é optar pela versão cozida, que é a que fica com menos calorias no final. Se você deseja consumir frito ou em forma de omelete, também pode, a dica da especialista é usar pouca quantidade de manteiga ou azeite.

Em relação a quantidade de ovos que pode ser ingerida por dia, vai variar de pessoa para pessoa. “Um atleta tem necessidades diferentes de proteínas de um indivíduo sedentário, por exemplo. Uma pessoa com tendência ao colesterol alto deve ter restrições ao consumo da gema. Cada um tem uma quantidade individual e única permitida por dia”, alerta.

“De uma forma geral, os estudos afirmam que adultos ou crianças, em boas condições de saúde, podem consumir até um ovo por dia, sem riscos. Caso queira consumir mais ovos, o correto é consultar um nutrólogo ou nutricionista, que irá definir o que é melhor para cada um”, diz Fernanda. 

Com Agências