Desemprego nos EUA cai para 11,1% em junho, e criação de vagas chega a 4,8 milhões

Foi o maior salto de postos de trabalho desde que o governo começou a manter registros, em 1939. Em maio haviam sido criados 2,699 milhões de vagas. A economia dos Estados Unidos criou empregos em ritmo recorde em junho, uma vez que mais restaurantes e bares retomaram suas operações, em mais uma evidência de que a recessão causada pela Covid-19 provavelmente já passou, embora um aumento nos casos de coronavírus ameace a recuperação.
A taxa de desemprego nos Estados Unidos surpreendeu e recuou no mês passado. Em maio, já havia caído a 13,3%, após atingir em abril o maior patamar pós-Segunda Guerra Mundial (14,7%). O indicador ficou em 11,1% no mês passado, segundo dados do Departamento do Trabalho divulgados nesta quinta-feira (2).
Segundo o relatório, a criação de vagas de trabalho fora do setor agrícola dos EUA chegou a 4,8 milhões em junho. Esse foi o maior salto desde que o governo começou a manter registros, em 1939. Em maio haviam sido criados 2,699 milhões de postos de trabalho.

COM AGÊNCIAS

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line