Deputados catarinenses aprovam moção de aplauso à Associação Catarinense de Musicoterapeutas

São várias as dificuldades em que se emprega a musicoterapia no tratamento e reabilitação de pacientes

Tratamento da depressão, estresse, câncer, acidente vascular cerebral, autismo, pacientes em UTIs, idosos. São várias as dificuldades em que se emprega a musicoterapia no tratamento e reabilitação de pacientes. Para marcar o dia nacional do musicoterapeuta, comemorado em 15 de setembro, o deputado estadual Dr. Vicente Caropreso (PSDB) apresentou, e o plenário da Assembleia Legislativa aprovou, moção de aplauso à Associação Catarinense de Musicoterapeutas.

 Conforme o deputado, que é médico neurologista, estudos aprofundados no campo da  neurociência  reforçam o potencial terapêutico  da  música na promoção da saúde,  capaz de agir no cérebro humano conectando emoções, memória e outras funções em  pacientes de diferentes faixas etárias. Ajuda na interação social, aguça os sentidos, relaxa e pode ser empregada em práticas de coordenação motora. 

 
A musicoterapia faz parte de procedimentos do Sistema Único de Saúde (SUS) dentro das Práticas Integrativas Complementares e também está inserida na política do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).  A Associação Catarinense de Musicoterapeutas foi fundada em 2015. O musicoterapeuta atua em hospitais, clinicas de reabilitação, entidades de assistência ao idoso, escolas e creches.

Deputados catarinenses aprovam moção de aplauso à Associação Catarinense de Musicoterapeutas

Leitores On Line