Demitido em janeiro após usar avião da FAB para viajar a evento na Suíça, o ex-secretário-executivo da Casa Civil José Vicente Santini voltou para o governo Jair Bolsonaro

Ele foi nomeado nesta quarta-feira (16) como “assessor especial” do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Pelo cargo, receberá salário bruto mensal de R$ 13,6 mil.

Amigo dos filhos do presidente, Santini foi demitido após aproveitar que estava como ministro interino da pasta e usar jato da FAB para ir ao Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça.

Na época, Bolsonaro ficou irritado principalmente pelo fato de que outros ministros do governo mais velhos, como o ministro da Economia, Paulo Guedes, tinham viajado em voos comerciais.

Após ser exonerado da secretaria-executiva, Santini chegou a ser nomeado como assessor especial da Casa Civil. Após repercussão negativa, Bolsonaro voltou atrás e exonerou o assessor de novo.

José Vicente Santini durante audiência pública

José Vicente Santini durante audiência pública

Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF (04/nov/2019)

 

Leitores On Line