Damares quer vetar filme da Netflix acusado de sexualizar crianças

Alvo de fortes críticas nas redes sociais por supostamente sexualizar crianças, o filme francês Cuties — lançado no Brasil na semana passada pela Netflix com o título de Lindinhas –, estrelado por uma menina de 11 anos, entrou na mira do governo de Jair Bolsonaro.

A ministra Damares Alves mobilizou seus assessores jurídicos do governo para buscar todos caminhos possíveis para proibir a exibição da obra no país.

No filme, uma menina de 11 anos, vivida pela atriz de origem senegalesa Fathia Youssouf, se muda com a família para a França e tem que seguir a criação religiosa imposta pela mãe.

Para se desvencilhar dessas limitações, Amy decide entrar para um grupo de dança formado por outras meninas de sua idade, as Mignonnes — o nome original da produção em francês.

Continua após a publicidade

A liberdade dos movimentos do corpo é apresentada como resposta ao conservadorismo da criação imposta pela mãe. O figurino e as posições e coreografias desenvolvidas pelas crianças na obra é o que colocam a Netflix no centro da polêmica.

Leitores On Line