Creches particulares de Blumenau pedem ações para minimizar crise da Covid-19

Ofício com lista de pedidos será entregue à prefeitura nesta quinta-feira

Donos de creches particulares de Blumenau pedem por isenções de taxas e outros tipos de apoio à prefeitura para amenizar os impactos financeiros causados pelo fechamento das unidades devido à pandemia do coronavírus. 

O setor, assim como outros, está sem atendimento presencial desde março. Das quase 70 escolas de educação infantil privadas na cidade, três fecharam as portas e algumas também avaliam encerrar as atividades.

Conforme Taciana de Liz Flores, gestora de uma creche do distrito do Garcia e uma das organizadoras da manifestação marcada para a tarde desta quinta-feira (20) em frente à prefeitura, a categoria compreende que ainda não é possível retornar o atendimento às crianças, mas ressalta que sem auxílio muitos terão de demitir ou fechar.

— A gente entende a situação da pandemia, mas precisa de algum amparo. Muitas matrículas foram canceladas. Tem escola faturando R$ 2.500 por mês, isso não cobre nem as folhas de pagamento — exemplifica Taciana.

No estabelecimento que gerencia, ela conta que os pais estão pagando as mensalidades com até 70% de desconto. Mesmo assim, dos 92 pequenos que cuidava antes da pandemia, 61 continuam matriculados regularmente. A realidade se repete em diversas outras unidades, com casos ainda piores, revela.

Por isso, um ofício assinado pela categoria pedirá à prefeitura isenção das taxas de alvará sanitário, de funcionamento, do ISS e do Corpo de Bombeiros por um ano, além da não cobrança pelo mesmo período do IPTU e desconto na conta de energia.

Entre outras solicitações há a sugestão de que seja ampliado o número de vagas compradas pela prefeitura. O governo municipal abriu edital no primeiro trimestre com a expectativa de pagar por mil vagas integrais ou até 2 mil parciais, que serão destinadas aos inscritos em unidades públicas, que estão na fila de espera.

O documento deve ser entregue nesta quinta. Porém, a assessoria de imprensa da procuradoria da prefeitura já adiantou que as sugestões serão analisadas para que seja definido o que é possível fazer.

Unidades estão oferecendo descontos na tentativa de evitar evasõesUnidades estão oferecendo descontos na tentativa de evitar evasões