Covid-19: 6 meses após 1º caso, 3 de cada 4 infectados no Amapá estão recuperados


Estado atingiu 75% de pacientes recuperados dos efeitos do novo coronavírus. É a maior taxa de recuperação atingida pelo estado, de acordo com dados do boletim diário. Ao completar 6 meses de pandemia, Amapá registra 75% de recuperados do total de infectados detectados
Caio Coutinho/G1
Desde o 1º caso positivo de coronavírus no Amapá, confirmado em 20 de março, o estado completa neste domingo (20) 6 meses de pandemia de Covid-19.
A doença que já matou cerca de 700 pacientes também apresenta sinais de controle, pois, segundo dados do boletim epidemiológico diário do governo, o índice de recuperados chegou a 74,94%, o maior já alcançado até o momento.
Em resumo, 3 de cada 4 pacientes testados positivos para o novo coronavírus já são considerados recuperados. Até o sábado (19), o Amapá confirmou 46.738 infectados com 35.026 curados.
AO VIVO: Veja as últimas notícias sobre o coronavírus no Amapá
MÉDIA MÓVEL: veja onde as mortes estão subindo, em estabilidade ou em queda
MAPA DO CORONAVÍRUS: Confira as cidades infectadas pelo país
Na comparação por municípios, 9 dos 16 apresentavam mais de 90% de recuperados, todos no interior do estado. Os dois maiores, a capital Macapá e Santana, estão com a menor quantidade de curados, até o momento. Confira:
Cutias do Araguari – 98,6%
Pracuúba – 98%
Itaubal – 97,2%
Pedra Branca do Amapari – 97,2%
Serra do Navio – 97,1%
Ferreira Gomes – 96,7%
Oiapoque – 96,7%
Tartarugalzinho – 96,6%
Calçoene – 96,5%
Porto Grande – 89%
Laranjal do Jari – 83,9%
Mazagão – 82%
Amapá – 73,9%
Vitória do Jari – 68,4%
Macapá – 67,3%
Santana – 58,5%
A recomendação médica é que o paciente passe 15 dias em isolamento domiciliar, a contar da data de início dos sintomas; após o 14º dia, ele pode ter contato com outros ambientes e pessoas da casa, no entanto, deve continuar recluso na residência por mais uma semana em observação.
Após ser considerado recuperado, o infectado precisa continuar adotando os cuidados para evitar a proliferação do novo vírus, mesmo que ele já tenha criado os anticorpos.
O estado tem uma das maiores taxas de incidência de contágio do país, com 5.526,3 infectados a cada grupo de 100 mil habitantes.
O índice de mortalidade a cada 100 mil habitantes, segundo o Ministério da Saúde, é de 81,7. Já a taxa de letalidade, ou seja, mortes diante de casos confirmados é de 1,47%.
Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá
Initial plugin text