Corpo de Gerson King Combo vai ser enterrado no cemitério de Irajá


Cantor morreu em decorrência de infecção generalizada e de complicações da diabetes após ser internado. Thaide homenageou Gerson King Combo nas redes sociais nesta quarta-feira (23)
Reprodução/Twitter/Thaide
O corpo do cantor Gerson King Combo, cantor pioneiro do soul e do funk, vai ser enterrado nesta quinta-feira (24) no cemitério de Irajá, na Zona Norte do Rio. O cantor morreu na noite desta terça-feira (22), aos 76 anos.
King Combo morreu em decorrência de infecção generalizada e de complicações da diabetes após ser internado. Nascido no Rio de Janeiro em 30 de novembro de 1943, Gérson Rodrigues Côrtes era irmão de Getúlio Côrtes, autor da música “Negro gato”, famosa com Roberto Carlos e Luiz Melodia.
REPERCUSSÃO: famosos lamentam
FOTOS: relembre carreira do cantor
ANÁLISE: legado transcende a música
Gérson começou a carreira com o nome real e fez parte de várias bandas, como Renato e Seus Blue Caps, Fevers e Fórmula Sete. Ele também foi autor de hits da Jovem Guarda.
Depois, passou a se dedicar mais à black music e ao soul, fazendo parte de uma cena que tinha também Carlos Dafé, Hyldon, Cassiano, Tim Maia, Sandra de Sá e Banda Black Rio. O primeiro álbum, “Gérson King Combo Volume I”, saiu em 1977.
Gerson King Combo
Divulgação
O disco tinha a música “Mandamentos Black”, o maior sucesso da carreira dele, utilizado em trilhas sonoras de séries e filmes.
A morte de King Combo gerou comoção entre os fãs e os artistas nas redes sociais. “Que perda imensurável para a nossa música preta brasileira. Nosso Rei do soul e do suingue Gerson King Combo ficará eternamente em nossas mentes e corações. Sua voz, sua dança, sua simpatia sempre serão referências pra mim. Obrigada por toda sua gigante contribuição”, disse a cantora Fernanda Abreu.
Emicida também agradeceu a contribuição do artista na música. “Gerson Kin Combo partiu pra eternidade. Obrigado mestre! Eu te amo brother!”.