Coronavírus em SC: Lacen e rede de cooperação ultrapassam 110 mil exames realizados

O Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (Lacen), em Florianópolis, atingiu a marca de 111 mil exames de RT-PCR para detecção da Covid-19, realizados pelo SUS, nesta segunda quinzena de agosto.

Para a conquista do expressivo número, foi realizada uma parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) de Concórdia e com o Hemosc. O Lacen recebe em média duas mil amostras por dia para a realização de exames.

A capacidade de testagem do Lacen de Florianópolis também aumentou nesta semana com o início do uso de um equipamento para a extração do RNA viral na amostra de nasofaringe. Essa é uma das etapas do processo para detecção da Covid-19 considerada determinante para o diagnóstico. O equipamento foi fornecido pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio Manguinhos), unidade da Fundação Oswaldo Cruz.

O tempo de liberação dos resultados dos exames de RT-PCR voltou ao prazo médio de três dias, sendo que os casos prioritários são liberados de forma mais rápida. No boletim desta terça-feira, 18, 1,8 mil exames aguardavam pelo resultado.

“Somente nos primeiros 10 dias do mês de agosto foram feitos 17 mil exames. Essa agilidade é devido ao esforço de toda equipe de colaboradores da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e dos profissionais voluntários que trabalham desde março”, explica Marlei Pickler Debiasi dos Anjos, diretora do Lacen.