Corinthians, desesperado, tenta efeito suspensivo para punição a Jô

<div class=”media_box full-dimensions100″>

<div class=”edges”>
<img class=”croppable” src=”https://img.r7.com/images/jo-14092020180826046″ title=”Jô até pediu desculpas públicas. Conseguiu que o aparente soco virasse empurrão” alt=”Jô até pediu desculpas públicas. Conseguiu que o aparente soco virasse empurrão” />
<div class=”gallery_link”>
</div>

</div>
<div class=”content_image”>
<span class=”legend_box “>Jô até pediu desculpas públicas. Conseguiu que o aparente soco virasse empurrão</span>
<span class=”credit_box “>Reprodução/Sportv</span>
</div>
</div>

<p>
<strong>São Paulo, Brasil</strong></p>
<p>
O Corinthians colocará à prova seu poder nos bastidores.</p>
<p>
O clube que está mergulhado na crise, com o time muito mal, encostado na zona do rebaixamento no Brasileiro, acaba de ter Jô punido por duas partidas de suspensão, por ter tido um ‘ato hostil’ contra Diego Costa, no clássico contra o São Paulo.</p>
<p>
O Superior Tribunal de Justiça Desportiva acabou por julgar e condenar o atacante.</p>
<p>
Foi uma vitória do advogado João Zanforlin, que conseguiu evitar que Jô fosse julgado por ‘agressão física’, que daria de quatro a 12 jogos sem poder entrar em campo.</p>
<p>
Em tese, foi aceita a explicação que não houve soco e sim empurrão do corintiano no são paulino, no clássico no dia 30 de agosto.</p>
<p>
Jô deu suas explicações aos auditores.</p>
<p>
“Dentro do futebol existe sempre contato físico, naquele momento acontecia uma jogada pela direita, eu vinha para o ataque, e o Diego entrou na minha frente. Para antecipá-lo, para chegar na frente, acontece o empurrão, como vocês podem ver na imagem, é uma briga de espaço.</p>
<p>
“Acabei empurrando, sim, mas acredito que não seja agressão, foi briga de espaço. Eu querendo passar na frente dele, ele não deixando, e aconteceu o empurrão. Acredito que não seja como muitos estão vendo.</p>
<p>
“Nunca me envolvi em algo parecido, sou um jogador de passado tranquilo e espero continuar assim.”</p>
<p>
Jô havia se desculpado publicamente com Diego Costa.</p>
<p>
A impressão era que ele se arrependera de ter dado um soco no são paulinho, como as imagens da partida indicavam.</p>
<p>
Mas Zanforlin fez questão de destacar que o pedido des desculpas foi por Jô ter xingado o são paulino.</p>
<p>
“O ato que tive a oportunidade de pedir desculpas foi pelo xingamento, por criar aquele tumulto dentro da área. Em 2017 passei por uma situação com Rodrigo Caio que apoiei ele por aquele ato, disse que ele era um homem de caráter, e dessa vez acabei me exaltando, falei palavrões, e esses atos a gente tem que pedir desculpas a todos que assistiam ao clássico. São atos que envergonham.”</p>
<p>
A transmissão do jogo flagrou Jô falando em alto e bom tom, depois de atingir Diego Costa. “Baixa sua bola, moleque do cara…”</p>
<p>
De qualquer maneira, o Corinthians terá de mostrar seu poder de articulação política.</p>
<p>
Para que o STJD aceite o efeito suspensivo.</p>
<p>
O Corinthians entrar com nova defesa do jogador.</p>
<p>
E ele seja liberado para as duas partidas importantes, pelo momento do Corinthians: Bahia, em casa, e Sport, fora.</p>
<p>
O elenco não tem nem atacante reserva.</p>
<p>
Boselli está contundido.</p>
<p>
A situação só se complica no Corinthians…</p>

Leitores On Line