Casos de Covid-19 entre crianças de até 9 anos e adolescentes cresceram mais de 200% em SC; Fiocruz alerta para risco no retorno das aulas

O número de casos de Covid-19 entre crianças de até nove anos cresceu 206% em Santa Catarina entre 2 e 30 de julho. O mesmo aconteceu na faixa etária de adolescentes, de 10 a 19 anos, que sofreu um aumento de 204% no número de pacientes infectados.

Os dados integram um estudo do Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da  Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) divulgado nesta segunda-feira (3). O boletim analisou o agravamento da doença em Santa Catarina.

Em todo o Estado, até 2 de julho, eram 735 os casos de Covid-19 na faixa etária de zero a nove anos. Já no dia 30 daquele mês, 2.250 crianças tiveram resultado positivo para o novo coronavírus.

Entre a faixa etária de 10 a 19 anos, o aumento foi de 1.362 casos em 2 de julho para 4.145 ao final do mês. Para comparação com meses anteriores, até maio havia 23 crianças de 0 a 9 anos com a confirmação da infecção pelo vírus. Em junho, os casos entre as crianças chegaram a 240.

Já para os adolescentes de 10 a 19 anos, os números de maio e junho foi de 402 e 36, respectivamente.

Leitores On Line