Caso Guilherme: sete armas de PMs serão periciadas


Guilherme
Guilherme foi morto a tiros na Vila Clara, zona sul de São Paulo

Sete armas de agentes da Polícia Militar (PM) foram apreendidas e serão periciadas para saber se os policiais estavam envolvidos na morte de Guilherme Silva Guedes
, de 15 anos. O adolescente foi morto após ser baleado à queima roupa no último dia 14 na Zona Sul da cidade de São Paulo.

As informações foram confirmadas pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) nesta segunda-feira (29). As pistolas serão periciadas pela Polícia Técnico-Científica e serão comparadas com as balas encontradas no corpo de Guilherme.

Segundo o Instituto Médico Legal (IML), o jovem foi atingido por dois tiros que resultaram em três perfurações. Um dos tiros pegou na mão e na cabeça de Guilherme e o outro atingiu a boca do garoto.

Duas das armas apreendidas pertencem ao sargento da Polícia Militar Adriano Fernandes de Campos, que está preso pelo crime desde o dia 17 de junho. A investigação da polícia identificou outro homem que teria participado da ação, mas não divulgou seu nome.

COM AGÊNCIAS

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line