‘Cada duas pessoas transmitem pra três’, diz secretário de Saúde sobre atual condição de contágio do coronavírus no Paraná

Governador Ratinho Junior decretou ‘quarentena mais restritiva’ para tentar diminuir a curva de casos no estado. Medida atinge sete regiões do Paraná e deve durar 14 dias. O secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, disse, na tarde desta quarta-feira (1º), que a condição atual do Paraná é de que “cada duas pessoas transmitem para três” o vírus da Covid-19.
O índice de isolamento social, uma das principais medidas para combater o vírus, está em 35 durante a semana e 45% aos fins de semana no estado, conforme o secretário. O ideal para pelo menos manter o controle, ainda conforme Beto Preto, seria entre 50% e 55%.
Somente entre segunda (29) e terça (30), o número de pessoas contaminadas foi de 1.536. Foi o recorde de casos em 24 horas desde o início da pandemia. Ao todo, de acordo com o boletim mais recente da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), 636 pessoas morreram no estado com Covid-19 e mais de 22 mil tiveram a doença confirmada.
“Precisamos desses 14 dias para baixar a contaminação no Paraná definitivamente. Serão 14 dias de muito sacrifício”, afirmou Beto Preto.
Quarentena
Na terça (30), o governador Ratinho Junior decretou uma ‘quarentena mais restritiva’ para tentar diminuir a curva de casos no estado. As medidas passam a valer a partir desta quarta-feira e devem durar 14 dias.
Veja a lista de atividades essenciais no Paraná, que devem ser mantidas
As medidas restritivas, segundo o decreto, serão aplicadas nas regiões de:
Cornélio Procópio;
Cianorte;
Toledo;
Cascavel;
Foz do Iguaçu;
Curitiba e Região;
Londrina.
O decreto pode ampliar o número de cidades, de acordo com Ratinho, conforme a curva de crescimento do volume de casos.
Restrições
As determinações envolvem principalmente o setor de comércio e a redução do número de passageiros nos ônibus do transporte coletivo. As principais determinações são:
Serviços não essenciais serão suspensos
Reuniões comerciais ou privadas devem ser feitas de maneira virtual
Procedimentos cirúrgicos eletivos serão suspensos durante o período da quarentena em todo o estado
decreto permite que qualquer município paranaense faça barreira sanitária de controle de acesso de pessoas
Ficam totalmente suspensos, nas sete regiões citadas, os serviços de:
Comércio de rua
academias e clubes
shoppings centers e galerias comerciais
lojas de conveniência de postos de combustíveis
bares e casas noturnas
barbearias, clínicas de estética e salões de beleza
Mercados, supermercados e similares
Podem atender de segunda a sábado, das 7h às 21h;
será permitido o fluxo máximo de pessoas de 30% da capacidade do mercado; o estabelecimento deve controlar a entrada por senhas;
só será permitida a entrada de uma pessoa por família;
fica proibida a entrada de crianças (com menos de 12 anos) nos estabelecimentos.
Transporte coletivo
Fica restrito apenas ao atendimento de pessoas que trabalham em serviços essenciais ou que precisam deles;
os ônibus só poderão transportar passageiros em quantidade limitada ao número de assentos.
Novo decreto da capital
A Prefeitura de Curitiba publicou um novo decreto, na terça, que suspende temporariamente o documento anterior publicado em 19 de junho. A capital passa a adotar as novas regras estaduais, que valem por um período de 14 dias.
Quem descumprir as medidas estará sujeito à multa. A fiscalização será feita pela Secretaria de Estado da Segurança Pública em cooperação com a Guarda Municipal.

COM AGÊNCIAS

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line