Caça dos EUA perde tanque de combustível ao decolar de porta-aviões

Apesar de não ser uma perda financeira significativa, a queda de um tanque poderia ter provocado um acidente grave, destaca o portal The Drive.

As catapultas dos porta-aviões geram um grande impulso, que permite a aceleração de aeronaves de 25 toneladas de zero a mais de 240 quilômetros por hora em uma pista que mede apenas 86 metros.

A força que é transmitida nesse momento ao avião, à tripulação e à carga é quase quatro vezes maior que a força da gravidade.

Nestas circunstâncias, os equipamentos que funcionem mal ou que apresentem algum problema podem sofrer incidentes parecidos com o sofrido por este caça.

As cenas do vídeo, publicado na rede social Reddit, mostram como o avião perde um tanque de combustível no mar após decolar de um porta-aviões. O combustível que havia no interior do tanque se derramou na água.

O acidente pode ter ocorrido por diversas causas, como falha eletrônica ou fixação ruim do tanque na fuselagem. Além disso, o piloto poderia ter optado por se livrar do tanque devido a um problema técnico.

Um F/A-18E da Marinha dos EUA sendo lançado do porta-aviões USS Carl Vinson

Caça dos EUA perde tanque de combustível ao decolar de porta-aviões

Leitores On Line