homem tirando máscara
Jair Bolsonaro em entrevista no Palácio do Planalto

Mesmo com  aumento de casos do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro não incentivava métodos de proteção para visitantes do Palácio do Planalto, chegando a constrangê-los e classificando o uso de máscara como “coisa de v.”. As informações são da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo.

Segundo a coluna, Bolsonaro se recusava a usar máscaras nas visitas feitas a ele, se aproximava dos visitantes e ainda os cumprimentava com apertos de mão. A “brincadeira” sobre a sexualidade de quem usava máscara com tom pejorativo era feita com funcionários.

O presidente teria ainda dito a um dos visitantes que o “medo” que ele aparentava ter da contaminação era “besteira”. Bolsonaro foi diagnosticado com o novo coronavírus nesta segunda-feira (7).