Bolsas de Nova York fecham em alta, puxadas por ações de tecnologia

As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta segunda-feira (20), em um dia de agenda esvaziada antes de uma semana que promete ser movimentada pela temporada de balanços corporativos. Os principais índices da Bolsa de Nova York, o Dow Jones e o S&P 500, tiveram altas mais modestas nesta segunda-feira (20), mas o Nasdaq registrou fortes ganhos e atingiu um novo recorde de fechamento, antes da divulgação de lucros de empresas que são referências do setor de tecnologia. Os desempenho contaram com a ajuda de notícias sobre novos avanços nas vacinas em teste contra o coronavírus.
O Dow Jones fechou em alta leve de 0,03%, a 26.680,87 pontos, enquanto o S&P 500 avançou 0,84%, a 3.251,84 pontos. Já o Nasdaq subiu 2,51%, a 10.767,09 pontos, novo recorde de fechamento.
Vacina de Oxford para Covid é segura e induz resposta imune, indica resultado preliminar
Especialistas avaliam avanços nas pesquisas de vacinas contra a Covid
“Obviamente, esta semana é tudo sobre ganhos”, disse ao Market Watch.com John Ham, consultor associado do New England Investment & Retirement Group. “Tem havido muito entusiasmo pelo setor tecnológico de grande capitalização”.
Na Nasdaq, as ações da Microsoft subiram 4,28% e as da Tesla avançaram 9,47%. As duas estão entre as gigantes de tecnologia, junto com IBM e Intel, por exemplo, que divulgarão seus resultados durante a semana.
Os investidores esperam que os balanços dessas empresas, entre uma lista de nomes, podem oferecer uma visão mais ampla sobre as perspectivas econômicas, já que as empresas americanas enfrentam a pior pandemia do mundo mais de 100 anos
Nos EUA, Carolina do Norte, Louisiana e Kentucky relataram infecções recordes de covid-19 de 2.400, 3.119 e 979 respectivamente no domingo, informou o Wall Street Journal, enquanto o Arizona registrou um recorde de 147 mortes.
Enquanto isso, a Flórida, o epicentro do surto nos EUA, relatou uma média de quase sete dias de 12 mil casos, aumentando quase 30%, segundo a CNBC, citando dados compilados pela Universidade Johns Hopkins.
As ações da AstraZeneca caíram 3,96%, mesmo depois que a farmacêutica e a Universidade de Oxford disseram que seus dados de ensaios clínicos para o candidata a vacina mostraram resultados promissores. Os resultados foram publicados nesta segunda-feira na revista médica The Lancet.
Já as ações da BioNTech subiram 3,46% e a Pfizer avançaram 0,69% depois que informaram a sua vacina experimental produzia anticorpos em pessoas que participaram de um ensaio clínico na Alemanha.

Com Agências

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line