Bolsas da China acompanham Wall Street e fecham em baixa

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 1,92%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 1,72%. O mercado acionário da China recuou nesta quinta-feira, acompanhando as perdas em Wall Street devido a renovadas preocupações com a recuperação econômica global diante do coronavírus.
O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 1,92%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 1,72%. Ambos registraram a maior perda em um dia desde 9 de setembro.
O subíndice do setor financeiro recuou 1,35% e o de consumo caiu 1,68%. O índice do setor imobiliário caiu 1,86% e o de saúde perdeu 1,63%.
O ressurgimento dos casos de coronavírus no exterior está atrasando a recuperação nos Estados Unidos e levando a perdas nos mercados, disse Zhang Yanbing, analista do Zheshang Securities.
“A tendência de baixa nas ações-A do continente será limitada já que a China está conseguindo uma recuperação melhor”, avaliou.
Veja como fecharam as bolsas da Ásia:
Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,11%, a 23.087 pontos.
Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,82%, a 23.311 pontos.
Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,72%, a 3.223 pontos.
O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,92%, a 4.563 pontos.
Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 2,59%, a 2.272 pontos.
Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 2,54%, a 12.264 pontos.
Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 1,22%, a 2.450 pontos.
Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,81%, a 5.875 pontos.
Vídeos: últimas notícias de economia no Brasil e no mundo

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line