BNDES suspende temporariamente R$ 12 bilhões em pagamentos de empréstimos

O BNDES  – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social  – já suspendeu temporariamente R$12 bilhões em pagamentos de parcelas de empréstimos. As chamadas operações de standstill são uma das principais medidas da instituição para atenuar a crise econômica decorrente da pandemia de coronavírus.

A suspensão de pagamento está sendo concedida a cerca de 28 mil empresas que tomaram créditos com o banco em mais de 77 mil contratos de financiamento nas modalidades direta e indireta.

Esses credores, que segundo as estimativas do banco, empregam mais de 2,5 milhões de pessoas, poderão ficar até seis meses sem quitar suas parcelas.

De acordo com o comunicado do BNDES, o setor mais beneficiado foi o de infraestrutura, que responde por R$6,9 bilhões do total aprovado. Em seguida vem a indústria com R$ 1,2 bilhão.

A Região Sudeste responde por 39,9% dos benefícios concedidos a empresas que contrataram diretamente com o banco, enquanto o Norte foi o mais beneficiado nos contratos indiretos não automáticos, com 61,3% dos valores aprovados para esta modalidade.

Além de renegociar o prazo para o pagamento de empréstimos, o BNDEs também já liberou R$ 22 bilhões em outras ações emergenciais. Elas incluem os cerca de 5,6 bilhões aprovados para empréstimos a mais de 16 mil micro, pequenas e médias empresas na linha de capital de giro e os outros R$ 4,6 bilhões para crédito a folhas de pagamento, que segundo as estimativas, garantiram o salário de quase 2 milhões de empregados.

Com Agências

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line