Banco do Brics aprova empréstimo de US$ 1 bilhão ao Brasil

O montante servirá ao pagamento do auxílio emergencial do governo federal a cerca de 5 milhões de pessoas. A diretoria do New Development Bank (NDB), o Banco do Brics, aprovou hoje empréstimo de US$ 1 bilhão (R$ 5,3 bilhões) ao Brasil. O montante servirá ao pagamento do Auxílio Emergencial do governo federal a cerca de 5 milhões de pessoas.
“O financiamento do NDB constitui ferramenta importante para o governo brasileiro assegurar uma resposta fiscal robusta de combate à pandemia e permitir que investimentos prioritários sejam efetuados, apoiando a retomada econômica”, informou em nota o NDB.
Auxílio Emergencial e FGTS: problemas para usar o Caixa Tem persistem; veja relatos
Estes US$ 1 bilhão do NDB ao Brasil se somará a financiamentos de outros cinco bancos multilaterais e agências internacionais de desenvolvimento (BID, Banco Mundial, CAF, ADF e KFW), num esforço conjunto, que resultará em empréstimos totais da ordem de US$ 4 bilhões, informou a instituição.
“A operação marca importante conquista do governo brasileiro e do NDB na colaboração com outros bancos multilaterais e agências de desenvolvimento, que uniram esforços para combater a Covid-19 no país”, disse na nota Marcos Troyjo, que assumiu a presidência do NDB no início do mês.
Governo libera calendário das novas parcelas do auxílio emergencial
Atual secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Troyjo permanecerá no cargo pelos próximos cinco anos.
O Brasil é o país-sócio do NDB que menos acessa seus recursos. No contexto da pandemia, o Banco já tinha aprovado empréstimos para três de seus cinco membros: China, Índia e África do Sul.
Auxílio Emergencial: Caixa paga 4ª parcela a 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família
Com o novo financiamento, a carteira brasileira de projetos aprovados pelo NDB no país chega agora a US$ 2,55 bilhões. A nova operação fez a participação do Brasil no portfólio total do Banco pular de 8% para 13%.
Na nota, entretanto, o NDB observa que a carteira no Brasil “deverá crescer ainda mais neste ano” porque o Banco tem, em análise, sete projetos com potencial de aprovação até o final de 2020, o que significaria mais US$ 2 bilhões em aprovações.

Com Agências

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line