Balneário Camboriú teve 70 ocorrências ligadas ao ciclone; PA da Barra precisou ser fechado

Em Balneário Camboriú, a defesa Civil registrou ventos de 95km/h. No total, 70 ocorrências foram registradas na cidade. Entre elas, 30 são de quedas de árvores e 25 destelhamentos. A queda de árvores interditou ruas, arrebentou a fiação elétrica e danificou casas, motos e carros. Também houve queda de outdoors metálicos, placas, janelas, desprendimento de telas e jaús de construção, janelas e sacadas. Nenhuma vítima foi registrada.
O PA da Barra precisou ter o atendimento suspenso por ter o teto danificado pelo vento. Todos os pacientes foram transferidos para outras unidades. No hospital Ruth Cardoso, as tendas na parte de fora foram danificadas e um dos geradores apresentou problemas durante a noite, mas foi consertado e não afetou os atendimentos.

Na unidade de saúde do bairro Ariribá, o toldo soltou e interrompeu os atendimentos na manhã desta quarta-feira. Quem precisar de atendimentos emergenciais deve se dirigir para o PA das Nações ou no pronto socorro do hospital Ruth Cardoso.
A passarela da Barra está com acesso interrompido por medida de segurança, porque houve vidros quebrados durante o vendaval. Escolas do município também sofreram danos. A mais atingida foi o CEM Tomaz Antônio Garcia, no bairro dos Municípios. O muro caiu com o vento, assim como parte do telhado, e a caixa d’água. As equipes de manutenção já trabalham nos reparos.
A prefeitura está sem energia elétrica e não há previsão de retorno da telefonia.

COM AGÊNCIAS