Baile do Texas sempre ajudou movimentar comércio de Jacarezinho

DivulgaçãoDivulgação

O tradicional Baile do Texas, assim como a Fetexas, ajudaram muito a movimentar o comércio de Jacarezinho no mês de julho. A Associação Comercial e Empresarial de Jacarezinho (ACIJA) comemorou recentemente 65 anos de fundação e continua com uma séria de reportagens onde mostra a participação da entidade em diversos setores do município.

A festa tradicional de Jacarezinho juntamente com a Fetexas sempre ajudaram movimentar o comércio local no mês de julho. Por vários anos a associação comercial esteve juntamente com o Conjunto Amadores de Teatro (CAT), prefeitura, AABB e outras entidades, na realização da festa.

“Uma noite no Texas” nasceu em 1958 com um grupo de jovens que passavam as férias de julho em Jacarezinho, e que se hospedava nas várias fazendas do município, não trazia outro traje que não fosse o apropriado para a zona rural.

Os jovens então se sentiam deslocados e não participavam das festas e bailes da juventude da época. Com isto, surgiu a ideia de criar um baile em que eles pudessem participar sem constrangimento e assim surgiu “Uma noite no Texas”, que logo na sequencia se transformou no Baila do Texas.

O pontapé inicial do baile se deu com os jovens da Com-Fé (Comissão de Férias) que programavam festividades durante o mês inteiro em Jacarezinho. Mas logo após, o CAT, por consenso unânime, passou a organizar o baile, à frente dois vultos magistrais da história de Jacarezinho: Jofre Elias, já falecido e Geraldo Silva.

Presidentes

Na continuação da galeria de presidentes da ACIJA, de 1972 até 1975 quem ficou à frente da entidade foi Foad Prado Abujamra, tradicional comerciante da cidade, bastante respeitado no município. Na sequência, André Ferrante Fuzzo, assumiu a presidência da entidade até 1979. Ele também foi gerente do então Banco do Comércio e Indústria de São Paulo S.A (Comind) na cidade. Antônio da Silva, conhecido como “Toninho Foguinho” era proprietário da antiga Farmácia Santo Antônio situada na praça Rui Barbosa. Ele assumiu a presidência da ACIJA, de 1979 até 1987.

No ano de 1987 o comerciante Waldemar Cesco assumiu a presidência da entidade. Ele que nasceu em 1933 e começou a trabalhar aos 14 anos na empresa Abujamra & Cia do ex-presidente da ACIJA, Foad Prado Abujamra. Waldemar era responsável pelos veículos da empresa, mais tarde pelas compras de mercadorias e pelo transporte, inclusive de outros estados.

Anos depois, Waldemar transportou madeira e outros materiais para muitas cidades, incluindo Brasília, durante a construção da Capital Federal, tornando-se, então, um grande empresário. Ele se destacou na condução da Cesmacol, grupo empresarial do ramo da construção civil que perdurou por dezenas de anos em Jacarezinho.

Waldemar ainda chegou a ser Deputado Estadual da Assembleia Maçônica e uma vez Deputado suplente, período em que recebeu a importante Comenda da Ordem do Mérito Pelicano, Grau de Oficial, em 11 de abril de 2003. Cesco faleceu em 13 de junho de 2006, aos 72 anos de idade.

Em 2012 o então deputado federal João Arruda propôs o Projeto de Lei 3116 onde pretendia denominar o trecho da rodovia BR-153 entre Ibaiti e Jacarezinho como rodovia Waldemar Cesco, em homenagem ao empresário jacarezinhense, mas infelizmente o projeto foi arquivado pelo término do mandado de João Arruda.

Com Agências