Babá e namorado são presos após gravação de vídeo pornográfico de bebê de 10 meses em Canoas

baba-e-namorado-sao-presos-apos-gravacao-de-video-pornografico-de-bebe-de-10-meses-em-canoas


Mulher trabalhava como babá da criança e foi presa em flagrante. Polícia investiga se eles cometeram outros crimes. Policiais apreenderam computador e três celulares do homem preso após a gravação do vídeo
Reprodução
Uma mulher de 32 anos e um homem, de 52, foram presos na última quinta-feira (3) após a gravação de um vídeo pornográfico de um bebê de 10 meses, em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre.
A mulher trabalhava como babá da criança e gravava o vídeo para enviar ao homem, que é seu namorado. O crime foi flagrado pela mãe da criança.
A babá chegou a fugir do local, mas foi localizada pela polícia nas proximidades da residência, e presa em flagrante. O homem foi preso algumas horas depois, com mandado de prisão preventiva. Ambos seguem detidos preventivamente.
As prisões foram feitas pela Operação Innocentia — fase Wolverine, realizada pelas equipes do delegado Pablo Rocha, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, e da delegada Mariana Lamar, da Delegacia Policial de Pronto Atendimento de Canoas.
Além das prisões, os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão de três celulares e um computador do homem preso na casa dele. Segundo o delegado Pablo Rocha, será pedida a quebra de sigilo e de senhas, para verificar o conteúdo dos aparelhos.
A polícia investigará a possibilidade de o casal ter cometido crimes contra outras crianças. Os dois trabalhavam como animadores de festa infantil. O homem participava de eventos de cosplay, vestido como o personagem de história em quadrinhos, e a mulher já havia trabalhado em creches.
No celular da mulher presa, foram encontrados quatro vídeos pornográficos da mesma criança.
Conforme a polícia, ela não tem antecedentes criminais. Já o homem tem um boletim de ocorrência por ato obsceno em sua ficha criminal. Ambos já foram encaminhados ao sistema penitenciário, e responderão por quatro crimes: estupro de vulnerável, produção de material pornográfico infantil, manutenção de arquivo pornográfico infantil e distribuição de pornografia infantil.
Mãe desconfiou do comportamento da criança
Ao site, a mãe da criança disse que já vinha desconfiando do comportamento da filha. “Quando ela [a babá] chegava, o bebê começava a chorar”, disse.
A mulher cuidava da criança há pouco mais de um mês, após ter anunciado seus serviços de babá, procurando emprego.
A mãe conta que flagrou a situação porque ouviu o choro da criança e foi verificar o que acontecia. “Ela calmamente me respondeu que tava gravando um vídeo da minha filha. Arranquei o celular da mão dela. O vídeo já tinha sido enviado”, relata.
“Eu espero de verdade que não saiam tão cedo da cadeia, que nunca mais cheguem perto de crianças”, conclui a mãe.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line