Ato com passeio a cavalo faz homenagem a estudante morta a tiros em Pitangueiras, SP


Alexya Leal, de 21 anos, morreu dentro de casa no dia 13. Preso em flagrante, suspeito está internado e deve responder por homicídio triplamente qualificado. Cavalgada em Pitangueiras lembra vítima de feminicídio
Um grupo de 200 pessoas se reuniu em um passeio a cavalo e com charretes em Pitangueiras (SP) no domingo (20) em homenagem à estudante Alexya Gomes Real, de 21 anos, morta a tiros há mais de uma semana.
Parentes e amigos da vítima percorreram várias ruas da cidade. Segundo a família, a estudante era apaixonada por cavalos.
A jovem foi encontrada morta e baleada dentro da casa em que morava, no Jardim São Benedito, no dia 13. Uma arma de fogo calibre 380, que teria sido usada para os disparos, estava com ela.
O ex-namorado da vítima, o aposentado José Luis Félix, de 43 anos, é o principal suspeito do crime e foi preso em flagrante, mas foi encontrado ferido e está internado no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (SP).
Grupo fez cavalgada em homenagem a estudante morta a tiros em Pitangueiras (SP)
Reprodução/EPTV
Segundo a família de Alexya, ele não aceitava o fim do relacionamento. Áudios apreendidos pela Polícia Civil apontam que ele planejou o crime. Em um deles, o suspeito afirma que ‘vai dar um jeito nisso’ após a jovem terminar o namoro.
O aposentado deve responder por homicídio triplamente qualificado, além de receptação, já que, segundo a Polícia Civil, a arma utilizada no crime tinha sido furtada.
Alexya Gomes Leal, de 21 anos, foi morta em Pitangueiras, SP
Arquivo pessoal
Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca