Atleta de rugby Dan Palmer sai do armário: “passei anos me desprezando”

Dan Palmer

Dan Palmer, atleta da liga profissional de rugby na Austrália saiu do armário se tornando o primeiro jogador dos Wallabies e apenas o segundo internacional masculino a fazer o mesmo.

Em uma entrevista comovente para o Sydney Morning Herald, o ex-jogador de 32 anos descreveu seus problemas de saúde mental e abuso de drogas enquanto lutava para aceitar sua sexualidade, revelando que chorava regularmente até dormir e até pensava em suicídio.

“Fiquei extremamente frustrado, com raiva e desesperadamente triste. Eu me desprezava e a vida que estava vivendo. Eu estava preso em uma falsa narrativa e não via saída”, escreveu o atleta. “Quase todas as noites, chorava até dormir e costumava me anestesiar com um forte coquetel de opioides”.

“Eu fantasiava em desaparecer, mudar meu nome e começar minha vida tudo de novo. Não é exagero dizer que minha própria morte foi preferível a qualquer um que descobrisse que eu era gay”.

Dan Palmer fala sobre homofobia no time

“Israel Folau, ex-jogador do time que foi demitido por inusltos a gays, nunca verá o impacto que teve sobre esses jovens, mas se pudesse, duvido que pudesse viver consigo mesmo.”

“Embora não tenha sido o principal impulso para eu fazer isso, quanto mais a saga de Folau se arrastava, mais eu me sentia na responsabilidade de dizer algo. Para mim, o que é mais importante do que o dano que ele causou ao rugby é o profundo impacto que ele, sem dúvida, teve nas crianças que o admiravam e que lutam todos os dias para entender sua sexualidade”.

Dan Palmer concluiu: “Me dá nojo saber que no ano de 2020 ainda há pessoas se torturando do jeito que eu estava, dentro e fora do esporte – precisamos ser melhores”.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line