Associação de Magistrados do Pará participa de reunião com Bolsonaro e discute escolhas para o STF


A AMEPA pediu a presença de mais magistrados de carreira na Suprema Corte. Com a aposentadoria do ministro Celso de Mello, presidente deve escolher novo representante para o STF ainda este ano. Representantes da AMEPA visitam Bolsonaro
Divulgação
O presidente da Associação dos Magistrados do Pará (AMEPA), Adriano Seduvim, participou na última segunda-feira (14) de uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro, em Brasília. No encontro, a AMEPA pediu a presença de mais magistrados de carreira no Supremo Tribunal Federal (STF). Com a aposentadoria do ministro Celso de Mello, o presidente deve escolher um novo representante para o STF ainda este ano.
Além de Bolsonaro e representantes da AMEPA, participaram da reunião o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, General Augusto Heleno, e representantes da Associação Cearense de Magistrados (ACM), da Associação dos Magistrados de Goiás (ASMEGO) e da Associação dos Magistrados do Distrito Federal (AMAGIS-DF).
Outro ponto debatido no encontro foi a isenção da tarifa de IPI para aquisição de armas de fogo por magistrados. O IPI é o Imposto sobre Produtos Industrializados e todo o valor arrecadado com a tarifa é de responsabilidade do Governo Federal.
Sobre a reivindicação dos magistrados, Bolsonaro disse que deve dar início as providências necessárias para reduzir o IPI sobre armas para magistrados.
Leitores On Line