Assessor de vereador de Bauru é exonerado após pedir auxílio emergencial do governo federal

Funcionário exercia cargo de confiança no gabinete de Edvaldo Minhano (Cidadania) e recebia salário bruto de mais de R$ 5,7 mil. Um assessor parlamentar da Câmara de Vereadores de Bauru (SP) foi exonerado nesta segunda-feira (20) suspeito de ter solicitado o benefício do auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal.
Fernando Ribeiro dos Santos trabalhava no gabinete do vereador Edvaldo Minhano (Cidadania) e, segundo o vereador, a exoneração do assessor foi confirmada na manhã desta segunda.
Minhano informou ainda que Fernando era contratado para um cargo de confiança e que recebia salário bruto de mais de R$ 5,7 mil.
Procurado pela reportagem da TV TEM, Fernando Ribeiro dos Santos não deu retorno às ligações.

Com Agências