Arqueólogos descobrem pela 1ª vez no Líbano lagar de vinho fenício da Idade do Ferro

No primeiro milênio a.C. o comércio fenício foi fundamental na propagação de vinho ao redor do Mediterrâneo.

No entanto, as evidências arqueológicas deste período têm surgido quase inteiramente da parte do consumo de vinho, com a descoberta de ânforas usadas para transportá-lo aos compradores, conjuntos de recipientes e como diferentes tipos de vasos foram adaptados para misturar e compartilhar esta bebida.

Já os vestígios arqueológicos da produção de vinho na própria Fenícia nunca foram encontrados anteriormente.

O assentamento de Tell el-Burak se localiza a aproximadamente 10 km da cidade de Sidon no sul do Líbano, na costa do Mediterrâneo. A povoação foi fundada perto de Sidon no último quarto do século VIII a.C. e esteve povoada até meados do século IV a.C.

Templo asteca é encontrado no meio da Cidade do México (imagem de referência)

Arqueólogos descobrem pela 1ª vez no Líbano lagar de vinho fenício da Idade do Ferro

  • Lagar fenício descoberto em Tell el-Burak
    Lagar fenício descoberto em Tell el-Burak
    ©
    Foto / Universidade de Tubinga
  • Reconstrução arqueológica do lagar
    Reconstrução arqueológica do lagar
    ©
    Foto / Projeto Arqueológico Tell el-Burak / O. Bruderer
  • Mapa das rotas comerciais fenícias
    Mapa das rotas comerciais fenícias

Em recentes escavações foram reveladas estruturas de quatro habitações que remontam à Idade do Ferro. Dentro de uma das casas havia um pátio com uma bacia coberta por gesso, trata-se da bacia do lagar.

Achados arqueobotânicos indicam que em termos agrícolas o assentamento era ativo, 41,7% dos materiais eram sementes de videiras, escreve portal Phys.org.

A referida instalação de produção de vinho foi construída no fim do século VIII a.C. e esteve em uso até o século VI a.C.

A descoberta fornece também uma nova visão sobre os métodos e materiais de construção dos fenícios.

Leitores On Line