Após revisão, 8 regiões do RS ficam em bandeira vermelha no mapa do distanciamento controlado


Governo acatou recursos e manteve Santa Maria, Uruguaiana, Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí, Santa Rosa, Erechim, Cachoeira do Sul, Santa Cruz do Sul e Lajeado na bandeira laranja. Mapa do distanciamento controlado da 11ª semana no RS
Governo do RS/Divulgação
Entre 21 e 27 de julho, oito regiões do Rio Grande do Sul ficarão na bandeira vermelha do modelo de distanciamento controlado. O anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira (20), pelo governo estadual, após a revisão do comitê de crise na classificação das macrorregiões de Santa Maria, Uruguaiana, Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí, Santa Rosa, Erechim, Cachoeira do Sul, Santa Cruz do Sul e Lajeado.
O governador Eduardo Leite, no entanto, destaca que a diminuição no total de cidades que deveriam adotar protocolos mais rigorosos em relação ao mapa preliminar não significa que elas estejam em condições menos graves.
“O estado não tem menor risco. Está mais concentrado nessas regiões de bandeira vermelha”, pontua. “A gente precisa da participação de todos para reduzir a demanda por internações.”
Entenda como funciona o distanciamento controlado
O governo recebeu 59 pedidos de reconsideração de prefeituras e associações municipais. Palmeira das Missões, Taquara, Passo Fundo e Caxias do Sul tiveram os recursos negados. Estas cidades, além de Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo e Capão da Canoa, permanecem com a classificação de alto risco.
Segundo o comitê de crise que coordena o mapa, 252 municípios estão nessas regiões. Neles, moram cerca de 7,1 milhões de pessoas, o equivalente a 63,3% da população gaúcha.
As cidades que estão em bandeira vermelha, mas não tiveram mortes ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, podem adotar medidas mais flexíveis, desde que a prefeitura crie um regulamento local. De acordo com o governo, 120 municípios foram enquadrados nesta condição, o equivalente, segundo o governo, a 5,5% da população gaúcha (620 mil habitantes).
Alerta por SMS
O governo também irá informar a mudança de bandeiras por SMS (mensagem de texto) por meio do banco de dados da Defesa Civil, que tem cerca de 600 mil telefones celulares.
Para receber o alerta, e também saber como está a ocupação dos leitos de UTI em cada região, é preciso enviar o CEP para o número 40199.
Bandeira vermelha
Porto Alegre
Canoas
Novo Hamburgo
Capão da Canoa
Palmeira das Missões
Taquara
Passo Fundo
Caxias do Sul
Bandeira laranja
Pelotas
Bagé
Cachoeira do Sul
Santa Cruz do Sul
Santa Maria
Lajeado
Ijuí
Uruguaiana
Santo Ângelo
Cruz Alta
Santa Rosa
Erechim
Entenda algumas das expressões mais usadas na pandemia do covid-19
Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença

Com Agências