Após reunião, líderes da Câmara dizem que votação do Fundeb ficou para terça

Cronograma inicial previa começar a votar a proposta de emenda à Constituição (PEC) nesta segunda-feira (20). Pelas regras atuais, o fundo existiria só até o fim deste ano. Após reunião na manhã desta segunda-feira (20), líderes partidários da Câmara dos Deputados disseram que a votação da proposta de renovação do Fundeb, que financia a educação básica, ficou para terça-feira (21).
Na sessão convocada para esta tarde, a previsão é que a relatora da matéria, deputada Dorinha Seabra (DEM-TO), faça a leitura do seu parecer e tenha início a discussão.
A análise da proposta será retomada na terça, quando há expectativa de que seja votada.
Havia a possibilidade de a matéria já ser votada nesta segunda, mas o governo pediu mais tempo para formatar uma proposta.
Considerado essencial para a educação do país, pelas regras atuais, o Fundeb vigora só até o fim deste ano. Pelo texto em discussão na Câmara, ele passaria a ser permanente e contaria com uma participação maior da União a partir do ano que vem.
No formato atual, a União complementa o fundo com 10% sobre o valor repassado por estados e municípios.
O texto da relatora na Câmara, deputada Professora Dorinha Seabra (DEM-TO), prevê um aumento escalonado que começaria em 12,5% em 2021 e chegaria a 20% em 2026.
No sábado (18), o governo enviou a alguns líderes uma contraproposta que foi muito criticada por parlamentares e educadores.

Com Agências

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line