Após cinco mortes por Covid-19 em asilo de Rolândia, idosos são transferidos


Vigilância Sanitária passou a monitorar a casa de idosos e determinou a interdição parcial do local. Idosos são transferidos de Asilo, em Rolândia
Depois da morte de cinco idosos por Covid-19 em um asilo de Rolândia, no norte do Paraná, os idosos que vivem no local vão ser transferidos nesta segunda-feira (13).

Os idosos vão passar novamente por uma testagem para verificar quem está contaminado com o novo coronavírus e, assim, reduzir o risco de contágio na Casa de Repouso Maanaim.
No fim de semana, funcionários com roupa de proteção fizeram uma higienização completa, pois a casa está com idosos contaminados em um setor. Os idosos que não se contaminaram estão em outra ala.
Idosos e funcionários contaminados
As cinco mortes dos idosos foram registradas nas últimas semanas. Pelo menos, outros 13 idosos testaram positivo para a Covid-19.
Cinco funcionários também foram contaminados e afastados do serviço. Por isso, a Vigilância Sanitária passou a monitorar essa casa de idosos e determinou a interdição parcial.
A entrada de novos idosos está suspensa, e a transferência dos idosos que não se contaminaram começa nesta segunda.
Eles serão levados para uma escola municipal de Rolândia. A escola – que está sem aulas devido a pandemia – passou por uma higienização reforçada. Os idosos ficarão na escola por, pelo menos, 30 dias.
O que diz o asilo?
A Casa de Idosos Maanaim divulgou uma nota dizendo que está tomando todas as medidas necessárias, que está cumprindo as exigências da Vigilância Sanitária e prestando todo o apoio às famílias dos idosos.
Também foi feito um pedido para as famílias que puderem levar os idosos para casa falam isso durante a pandemia.
Secretaria pretende realizar testes para Covid-19 em 10 mil idosos no Paraná
Cinco idosos morreram de Covid-19 em asilo de Rolândia
Reprodução/RPC
Mortes em asilo de Londrina
Em um asilo de Londrina, também no norte do estado, oito idosos morreram de Covid-19.
Por causa dos óbitos, o Ministério Público do Paraná (MP-PR) pediu a abertura de um inquérito. Além disso, fechou um acordo com a prefeitura para a testagem em massa em todos os asilos.

Com Agências

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE