Além da cloroquina, Bolsonaro diz tomar vermífugo ‘Annita’ para tratar a Covid-19

Além de propagar a cloroquina como medicamento para o tratamento da Covid, mesmo sem comprovação de sua eficácia, Jair Bolsonaro disse durante transmissão ao vivo do Facebook, que começou a tomar outro remédio: o vermífugo nitazoxanida, cujo nome comercial é Annita, e também não tem eficácia comprovada contra a doença.“Eu comecei essa semana a tomar também Annita”, disse a apoiadores, no Palácio da Alvorada, neste sábado (18).

O vermífugo tem como princípio ativo a nitazoxanida e chegou a ser anunciado pelo ministro da Ciência e tecnologia, Marcos Pontes, como um “remédio secreto” para ser testado em pacientes contaminados pela Covid-19 em abril.

No entanto, o farmaco é menos efetivo e mais tóxico do que outras drogas que foram testadas por diversos países. O alerta foi feito em estudos científicos publicados por especialistas chineses.

Apesar disso, o medicamento entrou no rol de fármacos que tiveram a alíquota de importação zerada. A diminuição de impostos sobre os remédios tem como objetivo a garantia de abastecimento, afirma o Ministério da Saúde.

Isolamento

Bolsonaro voltou a criticar o isolamento social e as medidas tomadas por governadores e prefeitos para fechar o comércio e evitar a disseminação da doença.

“Pelo que eu sei, ninguém morreu por falta de UTI ou respirador. Tem que pensar na economia. Não adianta ficar falando em vida, em vida, em vida, porque o isolamento mata”, afirmou ele, desconsiderando o fato de que foram justamente as medidas de isolamento que reduziram o impacto da pandemia nas unidades de saúde.

Com Agências

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.