40% dos alunos das escolas de educação infantil de Curitiba cancelaram matrículas durante pandemia, diz associação


Pesquisa feita com aponta aponta que 60% das escolas demitiram algum funcionário e que faturamento caiu pela metade. 40% dos proprietários de escolas afirmaram que correm risco de fechar as portas

Os pais e responsáveis de quatro em cada dez alunos das escolas particulares de educação infantil cancelaram as matrículas das crianças durante a pandemia do novo coronavírus, em Curitiba.
Os números são de uma pesquisa feita pela Associação das Escolas Particulares da Educação Infantil (Assepei).
De acordo com a sondagem, a crise financeira fez muitos pais cancelarem as matrículas. As aulas de escolas e universidades, públicas ou particulares, estão suspensas desde março.
A Secretaria Estadual da Educação (Seed) discute ainda quais serão os protocolos para retomada das aulas no Paraná. O plano preliminar prevê distanciamento entre os alunos, horários escalonados e volta às atividades presenciais gradativa por idade. Não há decisão sobre a data de volta às aulas.
O boletim da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) de quinta-feira aponta que em todo o Paraná mais de 1,5 mil pessoas morreram de Covid e 61 mil foram infectadas pelo vírus. Em Curitiba, foram registradas 423 mortes e 13 mil casos da doença.
Prefeitura de Curitiba libera academias em novo decreto; supermercados voltam a fechar aos domingos
Os dados apontam que 60% das escolas ouvidas demitiram pelo menos algum funcionário. Em números totais, segundo a associação, mais de 500 pessoas foram demitidas das escolinhas.
Segundo a associação, com a queda no número de alunos matriculados e redução nas mensalidades, o faturamento das escolas infantis caiu pela metade, o que representa mais de R$ 1,7 milhão.
“São pequenas escolas, que se mantém exclusivamente com as mensalidades”, afirmou o diretor da Assepei e proprietário de escola, Everton Renaud.
Everton era proprietário de duas escolas. Uma delas fechou durante a pandemia. A outra ficou com 25% dos alunos.
A pesquisa apontou que 40% dos empresários cogitaram ou ainda consideram fechar as postas. Em Curitiba, há 424 escolas particulares de educação infantil, segundo a Assepei.
A Prefeitura de Curitiba informou que recebeu quase 2 mil solicitações de transferências para as escolas infantis públicas.
Ao todo, os centros de educação infantil da rede municipal têm 145 mil alunos em Curitiba.
Pedido de auxílio
Donos de escolas infantils particulares fazem protesto
Donos de escolas de educação infantil fizeram um ato em frente à Prefeitura de Curitiba pedindo auxílio à administração municipal para que as escolas consigam se manter até o retorno às aulas.
Os empresários alegam que, diferentemente das escolas públicas, as instituições privadas contam com turmas pequenas, com poucos alunos.
Pais de alunos e proprietários de escolas fazem ato em frente à prefeitura, em Curitiba

Com Agências