Suspeito de matar e esquartejar professora em 2017 sofre tentativa de homicídio em Fortaleza


Jonathan Araújo foi atingido por três tiros na Rua Américo Vespúcio, no Bairro Serrinha; ele é suspeito de assassinar a professora Maria Célia Teixeira dentro da casa dela, em 2017. Jonathan Araújo Costa
Foto: Rafaela Duarte
O suspeito de matar, esquartejar e esconder o corpo da professora Maria Célia Teixeria, em 2017, sofreu uma tentativa de homicídio no Bairro Serrinha, em Fortaleza, nesta segunda-feira (15). Jonathan Araújo da Costa, 27 anos, estava foragido da Justiça cearense.
De acordo com o major Silveira, que atendeu a ocorrência, Jonathan Araújo foi atingido por três tiros na Rua Américo Vespúcio, no Bairro Serrinha. Ele era integrante de uma facção criminosa que atua no Ceará e considerado de alta periculosidade pela polícia.
Um dos disparos acertou a cabeça do foragido de raspão. Ele foi socorrido pelo Samu e levado para o Instituto Doutor José Frota. Segundo a polícia, o homem será preso após receber alta do hospital.
Além do assassinato da professora, Jonathan é suspeito de envolvimento em outros homicídios.
Relembre o caso
No dia 2 de dezembro de 2017, o corpo da professora da rede estadual de ensino, Maria Célia Teixeira, de 52 anos, foi encontrado dentro de sua própria residência no Bairro Serrinha.
O vice-presidente da Associação dos Professores de Estabelecimentos Oficiais do Ceará (Apeoc), Reginaldo Pinheiro, informou, à época, que o corpo da vítima foi encontrado pelo seu irmão. Um carroceiro chegou a relatar que sentiu um mal cheiro saindo da residência de Maria Célia e entrou para verificar do que se tratava.
O crime causou indignação por conta no bairro e entre os docentes da rede estadual. Ainda conforme Pinheiro, a professora dedicou toda a sua vida ao magistério e era muito querida.
Source: http://g1.globo.com/dynamo/rss2.xml

Loading...