Risco de acidentes aumenta entre quinta e sábado; Palmas teve 26 mortes em 2018


Segundo levantamento do Programa Vida no Trânsito, 24% envolvem a combinação álcool e direção. A imprudência também é uma das maiores causas dos acidentes. Acidente entre carro e moto provocou uma morte em Palmas
Divulgação
Palmas teve 26 mortes causadas por acidentes de trânsito neste ano. Foram nove mulheres e 17 homens. Dados do programa Vida No Trânsito mostram que o risco de acidentes começa a aumentar na quinta-feira, por causa da proximidade com o fim de semana, e segue até sábado.
No ano passado, foram registradas 40 mortes no trânsito de Palmas. Segundo o levantamento, deste total, 24% envolvem a combinação álcool e direção. A imprudência também é uma das maiores causas dos acidentes.
Número de acidentes ocorrendo mortes é grande na Avenida Teotônio Segurado
Acidentes graves e fatais registrados em 2017:
72% eram motociclistas
51% 18 a 35 anos
77% do sexo masculino
24% fator de risco álcool envolvido no acidente
50% entre 18h e 23h59
Segundo dados o programa Vida no Trânsito, no primeiro semestre desse ano ocorreram 19 colisões em Palmas. O número é superior à quantidade de acidentes registrados no primeiro semestre de 2017, quando ocorreram 13.
O levantamento também mostra que a Teotônio Segurado é a avenida mais perigosa de Palmas: só neste ano foram sete mortes. A via tem 26 km de extensão e 19 semáforos instalados, além de 11 radares. Em 2017 foram aplicadas 131.158 multas.
Veja os locais que mais acontecem acidentes.
Um dos trechos mais perigosos tem sido próximo ao estádio Nilton Santos, onde termina a duplicação da avenida. Foi neste lugar que o servidor público Cassiano Tavares de Sousa, de 34 anos, que morreu após bater de frente com um carro. Segundo a investigação, ele trafegava pela contramão.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
Em 2017 foram registrados 40 mortes no trânsito de Palmas
Source: http://g1.globo.com/dynamo/rss2.xml

Loading...