Rebekdes de Ghouta chegam ao território rebelde de Idlib na Síria

DAMASCO – Centenas de rebeldes que começaram a deixar o reduto de Ghouta Oriental na quinta-feira ao lado de suas famílias — consequência de um acordo com o regime sírio — entraram nesta sexta-feira na província de Idlib, informou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), enquanto um novo grupo insurgente anunciou início de diálogo com aliados russos do governo. Mais de 400 combatentes e centenas de civis abandonaram na quinta-feira o território de Harasta, um dos três redutos rebeldes em Ghouta Oriental, alvo de uma grande ofensiva do regime sírio desde 18 de fevereiro.

O comboio entrou nesta sexta-feira em Idlib, a única província síria que não está sob controle do governo, de acordo com o OSDH. As famílias foram aceitas em um campo de deslocados do norte de Idlib, mas os combatentes rebeldes não foram aceitos.

Os rebeldes mantêm o controle sobre apenas 20% do território de Ghouta Oriental após a ofensiva do regime sírio que matou mais de 1.500 civis e deixou mais de 80.000 deslocados em pouco mais de um mês. A saída de Harasta aumenta a pressão sobre as duas zonas que os rebeldes conservam em Ghouta.

Um dos grupos insurgentes que controla a região no subúrbio da capital Damasco, o Failad al-Rahman (Legião al-Rahman) anunciaram que vão se reunir com negociadores russo para abordar o “fim do sofrimento humano” em Ghouta Oriental, informou o porta-voz da facção por telefone ao canal de TV al-Hadath. Quando perguntado se a negociação vai envolver a retirada de rebeldes, Wael Alwan disse que não poderia falar sobre assuntos a serem tratados:

— Hoje é uma sessão para encontrar uma solução para o fim desse sofrimento humano, seja qual for o custo — decretou.

Source: http://oglobo.globo.com/rss.xml?completo=true

Loading...