Prévia da Liga dos Campeões: os riscos para o Barcelona e o favoritismo do Liverpool

No confronto em que o peso da tradição indica um favoritismo destacado, há risco. No duelo entre dois gigantes, há um favorito nítido. A rodada desta terça-feira das oitavas de final da Liga dos Campeões apresenta dois confrontos de características um tanto antagônicas, mas muito atraentes. Na França, o Barcelona visita o Lyon enquanto, na Inglaterra, o Liverpool abre o duelo contra o Bayern de Munique. As duas partidas começam às 17h (de Brasília). A TNT exibe o jogo do time de Messi, enquanto o confronto entre ingleses e alemães será transmitido pela página do Esporte Interativo no Facebook.

Claro que o normal é ver o Barcelona passar pelo Lyon. No entanto, há motivos para o time catalão se cercar de cuidados nesta terça. A fase de grupos do torneio apresenta alguns bons argumentos. Se é verdade que o Lyon foi inconstante, garantindo a classificação com uma vitória e cinco empates, é também significativo o feito de terminar invicto num grupo com o Manchester City. Na Inglaterra, os franceses venceram por 2 a 1. Em casa, empataram em 2 a 2 com excelente atuação.

Variadas de Esporte – 18.02

Além disso, o time exibiu características que podem causar problemas ao Barcelona, como as boas transições buscando jogadores como Depay, Traoré ou Cornet. No meio-campo, o jovem Aouar, de 20 anos, passou a ser cobiçado no mercado após suas exibições no torneio. O time não terá, no entanto, o lesionado Nabil Fékir, jogador criativo e que dá certa pausa ao jogo veloz do Lyon.

Mas a questão é o Barcelona recuperar seu padrão, numa temporada marcada por desempenhos irregulares. O time tem variado no estilo, mais cadenciado e de valorização da posse de bola quando atua com Arthur, mais vertical quando joga com o chileno Arturo Vidal. O brasileiro, machucado, não joga nesta terça. Diante dos desfalques dos dois lados, é possível prever um jogo de menos controle, um cenário não tão favorável ao Barcelona.

81165415_Soccer Football - Champions League - FC Barcelona Training - Groupama Stadium Lyon Fran.jpg

O time tem tido problemas na recomposição defensiva contra rivais velozes e de bom físico. Busquets, excelente na distribuição de jogadas, parece sofrer com questões físicas. Ao mesmo tempo, a presença de Vidal permite aos catalães ter mais pulmão para duelar no meio-campo. Rakitic vai completar o setor. No ataque, além de Messi e Suárez, uma outra dúvida de Ernesto Valverde dirá muito sobre a intenção do Barcelona: pode ter Philippe Coutinho, como opção para valorizar o passe e a construção, ou Dembélé, hipótese mais provável e que dá velocidade ao ataque.

Balança a favor de Klopp

Em Liverpool, o retrospecto recente faz a balança pender para o time de Jürgen Klopp. É verdade que o topo de rendimento foi atingido em dezembro, quando o time bateu o Napoli para garantir vaga nas oitavas da Liga dos Campeões e, em seguida, assumiu a liderança do Campeonato Inglês. Hoje, o momento não é de atuações tão boas. Mesmo assim, a quarta temporada sob o comando do alemão faz do Liverpool uma equipe com absoluta compreensão e crença no modelo de jogo. Especialmente em casa, as ondas de pressão e intensidade máxima produzem sequências de ataque quase irresistíveis com Roberto Firmino atuando quase como um meia, responsável pelo último passe e a abertura de espaços para as infiltrações de Salah e Mané.

Velocidade e intensidade é tudo o que pode fazer o Bayern sofrer. Porque o confronto reúne dois times em momentos distintos. Se o Liverpool é maduro e tem jogadores em grande momento da carreira, os alemães vivem estágio distinto. Aos 35 anos, Robben e Ribéry têm participado pouco da temporada, às voltas com lesões. O francês deve ficar no banco, enquanto o holandês deve ficar fora: não inicia um jogo desde novembro.

Pelos lados, estão jogadores ainda jovens, de boa capacidade de decisão, mas ainda pontos abaixo do que o clube se habituou a ter: pela direita, Gnabry, de 23 anos; na esquerda, Coman, de 22. E a política do clube bávaro é de não brigar no mercado por grandes estrelas a preços estratosféricos. Por isso, a transição de gerações cobra certo preço.

81164738_Soccer Football - Champions League - Bayern Munich Training - Anfield Liverpool Britain.jpg

Uma das chaves está na formação do meio-campo de um Bayern que, até aqui, não conseguiu sequer chegar à liderança do Campeonato Alemão, vencido nas últimas sete temporadas. Niko Kovac, pressionado e contestado, tem iniciado jogos com Thiago Alcântara como primeiro volante, acompanhado por Goretzka e James Rodríguez. O trabalho de Firmino na intermediária ofensiva do Liverpool talvez recomende a entrada de Javi Martínez para reforçar o setor.

O Liverpool chega a esta etapa da temporada com problemas na defesa e uma decisão para Klopp tomar. Van Dijk, talvez o melhor zagueiro do mundo no momento, está suspenso. Além dele, Joe Gomez não joga e Lovren é dúvida. Com isso, é possível que Fabinho seja recuado para a zaga. No entanto, tal decisão poderia impor um risco contra uma das principais armas do Bayern: Lewandowski, autor de 25 gols em 30 jogos na temporada. O polonês é mortal na bola área, mas não terá a companhia de Thomas Müller, suspenso.

Source: http://oglobo.globo.com/rss.xml?completo=true

Loading...