Polícia recupera em SC carga de bobina roubada em SP avaliada em R$ 550 mil


Três pessoas foram detidas e liberadas após depoimento. Segundo Polícia Civil, proprietário de ferro velho deve se apresentar nesta quinta-feira.
Carga de bobina roubada foi avaliada em R$ 500 mil
Polícia Civil/Divulgação
Três pessoas foram detidas na quarta-feira (5) em Joinville, no Norte catarinense, e Gaspar, no Vale do Itajaí, com uma carga de bobinas roubada. Segundo a Polícia Civil, o material é avaliado em R$ 550 mil. Os três foram liberados após depoimento.
Conforme a investigação, o material foi furtado em São Paulo. As bobinas foram achadas em dois galpões, nas duas cidades catarinenses. O total da carga roubada era de R$ 700 mil, com três bobinas ainda desaparecidas.
Segundo a Polícia Civil, após informações do roubo, a equipe de investigação foi para um galpão em Joinville, onde prendeu dois homens. Na sequência, foi achado o segundo galpão em Gaspar, e presa uma mulher.
Conforme o delegado Murilo Batalha, as três pessoas foram liberadas após depoimento por não serem as articuladoras do esquema. “Eles eram funcionários de ferro velho. Mas o proprietário, que realmente está envolvido, não estava no local. Vai se apresentar hoje”, disse o delegado.
Bobinas foram apreendidas pela Polícia Civil em Gaspar
Polícia Civil/Divulgação
A carga roubada e apreendida foi retornada ao proprietário em São Paulo. A Polícia Civil informou que encaminhou os detidos à Delegacia de Investigações Criminais (DIC) de Joinville.
Conforme o delegado, o roubo acaba sendo frequente pelo valor alto da carga e por haver muitos receptadores no estado, principalmente na área do Vale do Itajaí – Blumenau, Brusque e Gaspar.
As bobinas são usadas para fazer material que usa metal, como lataria de automóvel, pias e tampa de fogão.
Bobinas avaliadas em R$ 1,5 milhões
Em outubro, foi deflagrada a Operação Peso da Lei, com duas pessoas presas e 10 mandados cumpridos em locais suspeitos de comercializar as bobinas. O objetivo era desarticular a quadrilha que roubava e vendia bobinas, com mandados em Joinville, Araquari e São Francisco do Sul e no Paraná.
Na época, 12 bobinas de inox, no valor avaliado de R$ 1,5 milhão, foram apreendidas. Um caminhão também foi retido.
Segundo o delegado, as quadrilhas não têm interligação.
Veja mais notícias do estado no G1 SC
Source: http://g1.globo.com/dynamo/sc/santa-catarina/rss2.xml

Loading...