PM faz operação em busca de envolvidos na morte de sete pessoas na comunidade Cinco Bocas

RIO — Agentes da 22ª DP (Penha) realizam na manhã desta quarta-feira uma operação policial nas localidades de Parada de Lucas, Vigário Geral e Cidade Alta, na Zona Norte do Rio. Os PMs, em apoio de diversas delegacias da Polícia Civil, além de homens da CORE, buscam por pessoas envolvidas nas mortes de sete pessoas na comunidade Cinco Bocas, na mesma região, em maio deste ano. A ação ocorre com o emprego de blindados e aeronaves.

Segundo o Portal dos Procurados do Disque Denúncia, o principal alvo da operação é Álvaro Malaquias Santa Rosa, o Peixão, de 33 anos, que apontado pela polícia como chefe do tráfico de drogas das comunidades de Cidade Alta e Paradas de Lucas. Outros procurados são Loran de Azevedo Freaza, o Marrom, de 26 anos, Moises Severino da Silva, o Dino, de 21 anos, Edilson Jesus Júnior, o Pirâmide, também de 26 anos, Rodrigo Ribeiro da Silva, o Mia, Geremias ou Rei do Fumo, de 35 anos, e Leiton Medeiros da Silva, o Artilheiro, de 25 anos. Eles fazem parte do grupo criminoso chefiado por Peixão. Um cartaz com a imagem deles foi divulgado.

De acordo com a polícia, após investigações, foi constatado que o traficante Peixão determinou que seus subordinados invadissem a comunidade Cinco Bocas e tomassem os pontos de drogas do local. Neste caso, pelo menos sete pessoas foram mortas pelos traficantes da Cidade Alta. O crime ocorreu na madrugada do dia 26 de maio, na Rua Castelo Branco e na Rua Sete, ambas no interior da favela. No dia da invasão os suspeitos estavam com roupas pretas similares as da polícia, além de coletes e fuzis. Ainda segundo a PM, não foi a primeira vez que Peixão ordenou ataques na localidade.

Peixão passou a controlar o tráfico de drogas em Vigário Geral. Em 2016, invadiu a Cidade Alta, e expulsou os traficantes rivais e diversas famílias que moravam na região. Na ação de maio, o subordinados dele teriam passado pelo menos quatro horas na comunidade Cinco Bocas. Ainda de acordo com o inquérito da 22ª DP (Penha), o bando queria ocupar os pontos de drogas do local.

Os corpos das sete pessoas mortas na Cinco Bocas ainda não apareceram e há suspeitas que os traficantes, a mando de Peixão, teriam dado os corpos para os porcos comerem.

No último dia 4, o juiz Alexandre Abrahão Dias Teixeira, da 3ª Vara Criminal, decretou a prisão de Peixão e mais 10 traficantes pelos crimes de Homicídio Qualificado; Destruição, Subtração ou Ocultação de Cadáver. Dos 11 indiciados, quatro já foram presos e um foi morto em confronto com a polícia.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos envolvidos, deve denunciar pelos seguintes canais: whatsapp ou telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo aplicativo para celular do Disque Denúncia.

Source: http://oglobo.globo.com/rss.xml?completo=true

Loading...