Paraná, segunda-feira, 16 de setembro de 2019


Boa noite! Aqui estão as principais notícias para você terminar o dia bem-informado. A Polícia Civil acredita que a família morta baleada com cerca de 50 tiros, na noite de domingo (15), em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, foi vítima de um acerto de contas.
Robson Ferreira, de 31 anos, Daniele Ferreira, de 27 anos, e Breno, de seis anos, foram mortos quando chegavam em casa, no bairro Chapada. Outras duas crianças que estavam no carro, filhas do casal, foram atingidas por estilhaços e ficaram feridas. Uma mulher, de 26 anos, e uma outra criança que estavam na calçada também tiveram ferimentos e foram encaminhadas ao hospital.
De acordo com o delegado-chefe da Polícia Civil de Ponta Grossa, Nagib Palma, Robson estava envolvido com o tráfico de drogas, tinha acabado de deixar a prisão e usava tornozeleira eletrônica, cumprindo pena por roubo.
Daniele, Robson e Brenno foram mortos com cerca de 50 tiros quando chegavam em casa, em Ponta Grossa
Reprodução/RPC
Deputados estaduais do Paraná rejeitam Projeto ‘Escola Sem Partido’
Os deputados estaduais do Paraná rejeitaram, nesta segunda-feira (16), o projeto “Escola Sem Partido”. A votação, em primeiro turno, teve 27 votos contrários e 21 votos favoráveis à proposta.
A proposta colocada em discussão na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) tinha como objetivo proibir que professores da rede estadual manifestem posicionamentos políticos ou ideológicos e que discutam questões de gênero em sala de aula.
O projeto de lei 606/2016 determinava que fossem instalados, em escolas públicas e privadas, cartazes determinando limites aos professores para evitar “doutrinamento” em sala de aula. O texto votado apresentava alterações à proposta original que, segundo os autores, deputados Ricardo Arruda (PSL) e do atual deputado federal Felipe Francischini (PSL), sanavam ilegalidades identificadas.
Galerias da Alep tiveram manifestações contrárias e favoráveis ao projeto ‘Escola Sem Partido’, nesta segunda-feira (16)
Carolina Wolf/RPC
Tempo seco reduz vazão das Cataratas do Iguaçu pela metade
O tempo seco nas regiões sul e sudoeste do Paraná diminuiu a vazão das Cataratas do Iguaçu pela metade na tarde desta segunda-feira (16). Segundo a Companhia Paranaense de Energia (Copel), responsável pelo monitoramento hidrológico do Rio Iguaçu, às 14h, o volume registrado nas cataratas era de 714 mil litros por segundo. Às 17h, a vazão chegou a 689 mil litros por segundo.
Em média, passam pelas quedas cerca de 1,5 milhão de litros de água por segundo. A chuva deve voltar ao Paraná a partir desta quarta-feira (18) e deve permanecer até sábado (21), mas sem intensidade, segundo o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar).
De acordo com a Copel, a baixa vazão não representa risco para a produção de energia elétrica e que é um período em que esse tipo de situação pode ocorrer.
Cataratas do Iguaçu na tarde desta segunda-feira (16) é de 714 mil litros por segundo
Cassiano Rolim/RPC
Homem consegue se formar depois de viver 20 anos nas ruas
Depois de 20 anos lutando pela sobrevivência em ruas de várias cidades brasileiras, aos 61 anos, João Barbosa da Silva Filho conseguiu a garantia de uma vida digna, sem precisar depender de ninguém. Ele se formou em educação física na faculdade Dom Bosco, em Curitiba.
O seo João, como é chamado carinhosamente pelos alunos, nasceu em Manaus, no Amazonas. Ele se mudou primeiro para Belo Horizonte para tentar uma vida melhor, mas não conseguiu. Depois, foi para São Paulo, onde acabou virando morador de rua e se tornou usuário de drogas. Em São José dos Pinhais, na Região de Curitiba, ele conseguiu um trabalho de guardador de carros e consegiu realizar o sonho de se formar.
Atualmente, ele é professor de Educação Física e trabalha no Ginásio Ney Braga.
Seo João se formou em Educação Física aos 61 anos de idade depois de viver 20 anos como morador de rua
Reprodução/RPC
Curtas e rápidas
Idoso é suspeito de usar mini câmeras para gravar vídeos por baixo de saias de mulheres em Maringá
Quatro pessoas que estavam perdidas no Pico Paraná são encontradas
Idosa tem parte do corpo queimado ao tentar apagar fogo em Mariluz
Contra decisão de governo paraguaio, policiais realizaram protesto na Ponte Internacional da Amizade
Homem é preso suspeito de manter a avó refém por cerca de 4 horas em São José dos Pinhais
Idosa de 79 anos é encontrada morta com vários tiros dentro de uma casa em Londrina, diz polícia
Prefeito de Pato Branco e esposa sofrem acidente de carro na região sudoeste do Paraná
Seis presos fogem da Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu II
Cadela visita dono, de 84 anos, internado em hospital de Guarapuava
Acusado de matar a namorada em Paiçandu vai a júri popular
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Source: http://g1.globo.com/dynamo/rss2.xml

Loading...