O essencial da manhã: Fundo eleitoral pode chegar a R$ 3,7 bilhões em 2020

RIO — Confira as principais notícias do dia.

Pressionado, governo avalia ampliar fundo eleitoral para R$ 3,7 bilhões

O governo avalia ampliar para R$ 3,7 bilhões o valor do fundo eleitoral que vai custear as campanhas do ano que vem. A medida, que representa um aceno ao Congresso, demanda cortes de outras despesas — o Orçamento de 2020 está pressionado pelo teto de gastos.

Contexto: na proposta que enviou à Câmara, o governou previu R$ 2,5 bilhões para o fundo eleitoral. Depois, afirmou que errou no cálculo e reduziu para R$ 1,87 bilhão. Pressionado por parlamentares, mudou de posição.

Em paralelo: líderes partidários preparam proposta para impedir que juízes de primeira instância determinem prisão, quebras de sigilo e outras medidas contra autoridades, apesar de continuarem comandando processos. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que a iniciativa não representa mudança na regra atual do foro privilegiado.

Aconteceu ontem: o plenário da Câmara ficou sem luz por uma hora, durante audiência pública sobre agricultura familiar, que foi encerrada.

Verissimo

Ed Mort, detetive particular, é acionado para procurar Queiroz, o Desaparecido

Viu isso?

Sem apoio: a Agência Nacional de Cinema suspendeu programa que apoia filmes brasileiros em festivais internacionais. O fundo para o audiovisual deve sofrer redução de 42,5% no ano que vem.

Desbloqueio: o Ministério da Educação vai reativar 3.182 bolsas de pós-graduação da Capes, que representam investimentos de R$ 22,4 milhões.

Vai à sanção: o Senado aprovou novo marco legal para o setor de telecomunicações. O governo espera investimentos de até R$ 34 bilhões.

Morte na Amazônia: um indigenista que colaborava com a Funai há 12 anos foi morto com tiro na nuca em Tabatinga (AM), na frente da família.

Marcas do terror: o governo do Paraguai investiga ossadas encontradas na casa que foi do ditador Alfredo Stroessner, em Ciudad del Este.

Contra Maduro: a Organização de Estados Americanos vai convocar órgão sobre defesa dos países para discutir situação da Venezuela.

Primeiro jogo da final: o Athletico-PR venceu o Internacional, por 1 a 0, no início da decisão da Copa do Brasil.

“Já vi o país caidinho e doente assim. Mas o Brasil só está gripado, vai passar logo”

ELZA SOARES, CANTORA – Em entrevista sobre lançamento de novo disco, “Planeta Fome”, cantora de 89 anos diz que país sempre viveu de amor e afirma que o povo é o “remédio” para a cura da nação

Ao Ponto: O que esperar de Trump sem o seu assessor linha-dura

Podcast explica o que muda na política externa dos EUA com a demissão de John Bolton e qual é o impacto sobre as relações com o Brasil

Hospital Vila Nova Star, em São Paulo Divulgação / Agência O Globo

Hospitais de luxo disputam estrelas da medicina

Transferência do cirurgião de Bolsonaro é o retrato de um mercado que envolve pagamento de luvas e salários milionários

O artista plástico Carlos Vergara Leo Martins / Agência O Globo

Carlos Vergara exibe 170 obras inéditas no MAM

Com monotipias feitas nos trilhos de Santa Teresa e no Cais do Valongo, ‘Prospectiva’ representa desafio criativo da carreira do pintor de 77 anos

Sítio arqueológico Huaca Pucllana, em plena área urbana Divulgação

Tesouros de Lima surpreendem visitantes

Capital do Peru possui rico acervo de obras históricas, sítios arqueológicos, parques e museus, além de ser exaltada pela gastronomia

Essas são as principais notícias desta manhã. Acompanhe, também, a

Source: http://oglobo.globo.com/rss.xml?completo=true

Loading...