Na Nova Zelândia, difundir vídeo de massacre em mesquitas é crime

Um supremacista branco agindo sozinho é o autor suspeito da matança em duas mesquitas de Christchurch. Mas pelas leis neozelandesas, muitas outras pessoas podem ser criminalmente acusadas por difundir ou talvez até por possuir todo ou parte do vídeo de 17 minutos transmitido ao vivo no Facebook Live pelo assassino enquanto metodicamente fuzilava as vítimas.
Leia mais (03/24/2019 – 08h00)
Source: http://feeds.folha.uol.com.br/emcimadahora/rss091.xml

Loading...