Motorista alega ter bebido ao volante apenas com o carro parado

Um motorista embriagado alegou à polícia que não estava bebendo enquanto dirigia. Mas sim, enquanto o carro estava parado. As informações são do site de notícias americano The Smoking Gun

 A desculpa tão bizarra quanto esfarrapada do americano foi reportada pelas autoridades do condado de Indian River, na Flórida

Earle Gustavas Stevens, 69, foi acusado de dirigir sob influência de álcool após bater repetidamente no para-choque do carro de uma mulher, no drive-thru de um McDonald’s da cidade de Vero Beach

Segundo o xerife que atendeu a ocorrência, Stevens cheirava a álcool, dizia coisas sem sentido e tinha olhos “vermelhos e brilhantes”

Veja também: Motorista paga tíquete de estacionamento: 44 anos depois

No banco do passageiro, o motorista havia deixado uma garrafa de Jim Bean, um uísque americano que ele admitiu estar bebendo

Vale o clique: Bêbada fica com a cabeça presa em escapamento de caminhão

Stevens então explicou ao policial que não estava bebendo com o carro em movimento. Para isso, ele aproveitava as sinalizações de “Pare” e os semáforos fechados

O motorista acabou sendo preso após reprovar em uma série de testes de sobriedade. Num deles foi registrado teor alcoólico no sangue quase duas vezes acima do limite legal permitido

Leia mais! Polícia mexicana usa estilingues após ter armas confiscadas

Além da embriaguez ao volante, Stevens também dirigia sem licença para condução do veículo. Apesar de detido, o americano acabou sendo posto em liberdade após o pagamento de fiança de US$ 1.500 — pouco mais de R$ 5.800

Dirigir sob influência de álcool é realmente um absurdo. Mas, já imaginou ligar para a polícia e pedir cerveja? O caso também aconteceu na Flórida. Confira a seguir!

Uma americana suspeita de ligar para emergência e pedir cerveja foi presa pela polícia do Condado de Pinellas, na Florida

Veja também: Polícia procura homem que invadiu escritório com cueca na cabeça

De acordo com o Tampa Bay Times, as autoridades locais dizem que Jennifer Sue Sunday, 54, ligou duas vezes para o serviço na madrugada da última sexta-feira (4), alegando necessidade de emergência médica

O contatos aconteceram às 0h e às 4h

Vale o clique: Mulher é acusada de tentar vender drogas dentro de tribunal

Uma equipe de paramédicos foi enviada ao local após a segunda ligação

Quando chegaram na casa da suspeita, ela contou que precisava de cerveja

Leia mais! Mulher viaja 800 km para encontro, mas cai em pegadinha maldosa

A polícia reportou que Jeniffer foi presa no local aparentemente sob influência de álcool

A suspeita já tinha diversas outras passagens. Duas dessas, por passar trote ao serviço de emergência

Veja também: Turista tenta embarcar em avião com bomba da Segunda Guerra

As autoridades ainda afirmam que Jennifer realizou 28 ligações do tipo desde fevereiro. Mesmo assim, a Fox News informou que ela foi liberada da detenção no dia seguinte à ocorrência

Não vá embora! Suspeito invade casa de ‘jogos de fuga’ e chama a polícia para sair

Source: http://noticias.r7.com/feed.xml

Loading...