Justiça determina suspensão do concurso público da prefeitura de Major Izidoro, AL


Provas seriam aplicadas no domingo (9). Pedido foi feito pela Defensoria Pública, que alegou desrespeito ao edital. Provas do concurso de Major Izidoro seriam realizadas no domingo (9), mas foram suspensas por determinação da Justiça
Divulgação
A Justiça determinou a suspensão das provas do concurso público da prefeitura de Major Izidoro, que seriam aplicadas no próximo domingo (9). A informação foi divulgada nesta sexta-feira (7), após pedido da Defensoria Pública, que apontou desrespeito ao edital.
A reportagem do G1 tenta contato com a prefeitura de Major Izidoro.
Segundo a defensora pública Ana Luisa Imoleni Miola, autora da ação, o edital do concurso previa a possibilidade de os candidatos se inscreverem para mais de um cargo, em níveis diferentes, já que as provas dos cargos de níveis fundamental e médio seriam aplicadas pela manhã, e as de nível superior, à tarde.
Porém, as provas para todos os níveis foram marcadas para o turno da tarde, impossibilitando que os inscritos para cargos de diferentes níveis fizessem todas as provas.
“O risco, no caso concreto, é evidente, já que as provas estão marcadas para o dia 09/12/2018, e, certamente, a sua realização traria danos irreparáveis aos candidatos inscritos nos dois turnos e, que, sem qualquer comunicação e justificativa plaúsivel, tiveram a prova referente a alguns cargos do ensino fundamental/médio realocadas para o turno vespertino”, diz trecho da decisão liminar (provisória) da juíza da comarca de Major Izidoro, Nathallye Costa Alcântara de Oliveira.
Ainda na decisão, a magistrada determina que o Município de Major Izidoro divulgue a determinação nos meios de comunicação, sob pena de incidência de multa no valor de R$ 100 mil.
Além do questionamento a respeito dos horários das proas, a Defensoria também aponta como problema o fato de o Município ter reservado apenas uma escola para a aplicação do concurso, mesmo havendo outras disponíveis. Isso levou parte dos candidatos a serem alocados no município de Santana do Ipanema, a cerca de 50 km de Major Izidoro.
A decisão judicial também cita a “incompatibilidade de audiência de conciliação”, e dá prazo de 30 dias para que a defesa apresente a contestação.
Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
Source: http://g1.globo.com/dynamo/rss2.xml

Loading...