Há 10 anos sem restauração, Diocese de Rio Branco quer arrecadar R$ 650 mil com campanha para reformar Catedral


Campanha foi divulgada nas redes sociais. Igreja tem 60 anos e está no Centro da capital acreana.  Aos 60 anos, Catedral de Rio Branco está há dez anos sem passar por reformas
Stael Maia
Matriz da igreja Católica no Acre, a Catedral Nossa Senhora de Nazaré, no Centro de Rio Branco, está há dez anos sem passar por restauração. Uma campanha lançada nas redes sociais quer arrecadar R$ 650 para custear as obras.
Com 60 anos de existência, a Catedral é considerada um ponto turístico de Rio Branco. Um prédio religioso visitado diariamente não somente por fiéis católicos, mas também por pessoas de todos os lugares que visitam a capital acreana.
O coordenador da comissão para as obras de revitalização da Catedral, padre Manoel Monte da Costa, informou que os recursos próprios da Diocese não são suficientes para custear a pintura e restauração da igreja.
O dinheiro arrecadado com dízimos e ofertas são usados para pagar as despesas fixas, como energia e funcionários, além das obras de evangelização. Segundo o padre, já foi feito um trabalho para melhorar a parte elétrica da igreja e a questão da refrigeração.
“Devido ao tempo e condições do prédio, a igreja precisa de mais que uma pintura. As atuais condições da igreja não estão interessantes e ela necessita dessa restauração. E é essa a proposta, de tornar esse ambiente mais acolhedor e agradável. A ideia é fazer com que os fiéis, amigos e parceiros possam ajudar um pouco”, disse Costa.
A campanha será divida em duas etapas, a parte externa e a parte interna da igreja. As pessoas que se interessarem em ajudar, podem procurar a secretaria da Catedral para fazer a doação.
“A igreja se mantém com duas formas de ajuda dos fiéis, uma são as ofertas dadas nas missas e a outra o dízimo para manutenção e sustento da igreja. Essas ofertas e dízimos ajudam e permitem a gente manter o dia a dia da igreja. Uma obra dessa natureza não seria possível com esse recurso, levaria ao menos dois anos para conseguir juntar esse recurso”, afirmou o padre.
Source: http://g1.globo.com/dynamo/rss2.xml

Loading...