“Governo Bolsonaro está copiando tudo o que eu disse em 2014”, diz presidente do PSC

Presidente do PSC e candidato do partido a presidente da República em 2014, pastor Everaldo conseguiu, em 2016, trazer o hoje presidente Jair Bolsonaro, então deputado federal, ao seu partido. O plano de lançá-lo ao Palácio do Planalto pelo Partido Social Cristão não deu certo, mas, segundo Everaldo, Bolsonaro está usando a mesma plataforma do PSC. “Governo Bolsonaro está copiando tudo o que eu disse em 2014”, ele afirma. Temas como privatizações e a reforma da Previdência, por exemplo, são os tópicos em que Everaldo mais vê mais semelhanças entre Bolsonaro e seu plano de governo em 2014. A ideia de lançar Bolsonaro a presidente pelo PSC fez com que o hoje presidente levasse seus três filhos atuantes na política ao partido. O único que lá permanece é Carlos, vereador pelo PSC do Rio de Janeiro. Everaldo diz que a legenda não tem planos especiais para ele. A seguir, trechos da entrevista do pastor Everaldo a ÉPOCA:

ÉPOCA – Nos primeiros dias de governo, um dos principais assuntos foi a reforma da Previdência. Qual a posição que o PSC adotará em relação a esse tema?

Pastor Everaldo – Se for buscar na eleição de 2014, vai ver que estão copiando tudo o que eu disse. Fui o primeiro a dizer isso. Estão copiando o meu programa de governo. Tudo. Eu fui o único camarada que disse no Jornal Nacional que iria privatizar a Petrobras. Falei que faria a reforma da Previdência. Tudo o que depender do PSC e for a favor do Brasil vai contar com nosso apoio.

ÉPOCA – Rodrigo Maia prometeu algo ao PSC em troca do apoio na disputa pela presidência da Câmara?

Pastor Everaldo – Não teve promessa nenhuma. Apoiamos porque ele é o melhor. É do Rio e está administrando bem.

ÉPOCA – Qual balanço o senhor faz sobre o resultado eleitoral alcançado pelo PSC em 2018?

Pastor Everaldo – Foi altamente positivo. Governador no Rio de Janeiro, Amazonas, um senador, elegemos deputados federais, cumprimos a cláusula de barreira.

ÉPOCA – O senhor vê isso como uma onda conservadora na sociedade brasileira?

Pastor Everaldo – Sem dúvida é a alternância de poder. A população viu que nossas propostas eram melhores para o país.

ÉPOCA – Carlos Bolsonaro é o único dos filhos do presidente que se mantém no PSC. O senhor tem planos para ele no partido?

Pastor Everaldo – O plano dele é o mesmo de qualquer pessoa, uma pessoa normal.

ÉPOCA – Ele vai continuar no partido?

Pastor Everaldo – Não se discutiu isso. O vereador tem mandato até 2020. Em março de 2020, tem uma janela para sair. É uma coisa normal.

ÉPOCA – O senhor pretende conversar com ele?

Pastor Everaldo – Todo parlamentar tem o período da janela para sair. No ano passado, no período da janela, o Jair Bolsonaro saiu e os filhos dele, também. O vereador só pode sair em março de 2020. A janela permite. Nós não temos nada contra ele ficar ou sair. Se ele não se sentir bem, deve sair. É normal.

ÉPOCA – Mas o senhor pretende apresentar algo para que ele fique no partido?

Pastor Everaldo – Apresentar o quê? Quem decide isso é o parlamentar.

ÉPOCA – Mas ele decide com base no que o partido pode oferecer a ele.

Pastor Everaldo – O que o partido pode oferecer a cada parlamentar? A legenda. Todo mundo que tem voto é bem-vindo no partido.

ÉPOCA – Muitos partidos cedem o diretório regional para tentar conquistar um parlamentar. Existe essa possibilidade?

Pastor Everaldo – Não necessariamente. Cada partido tem sua condição de trabalho.

Source: http://oglobo.globo.com/rss.xml?completo=true

Loading...