Família Bolsonaro em irritação máxima com Hamilton Mourão

É grande, bem grande a irritação na família Bolsonaro com o vice Hamilton Mourão, que ontem enquadrou o presidente, ao dizer que a política de governo era de isolamento total, quando o presidente havia dito de manhã que era de isolamento vertical — ou seja, deixando apenas idosos e pessoas com doenças pré-existentes fora do convívio social.

Disse Bolsonaro:

“A orientação vai ser vertical daqui para frente. Eu vou conversar com ele (Luiz Henrique Mandetta) e tomar a decisão. Não escreva que já decidi, não. Vou conversar com o Mandetta sobre essa orientação”.

Disse Mourão mais tarde:

“A posição do nosso governo, por enquanto, é uma só: o isolamento e o distanciamento social”.

Não foi só esse episódio que incomodou os filhos do presidente e o próprio. Na semana passada, Mourão escolheu o apelido “Bananinha” para dar um exemplo de um possível outro nome que Eduardo Bolsonaro poderia ter e que, desta maneira, não daria peso a suas palavras.

Disse Mourão:

“O Eduardo Bolsonaro é um deputado. Se o sobrenome dele fosse Eduardo Bananinha, não era problema nenhum. Só por causa do sobrenome. Ele não representa o governo. Não é a opinião do governo. Ele tem algum cargo no governo?”.

ACESSE A HOME DA COLUNA E LEIA TODAS AS NOTAS, ENTREVISTAS E ANÁLISES

Leia também:

  • Mourão tira 80 pessoas do isolamento e falta à coletiva que convocou
  • Militância bolsonarista volta a se organizar, mas perde por 3 a 1
  • Sem funerais, filho de empresária morta por coronavírus enterra a mãe sozinho
  • Guedes voa de FAB para se proteger do coronavírus
  • Bolsonaro interrompe processos de punição de empresas na Lava Jato
  • Acompanhe nas redes sociais:

    Clique aqui para acessar a matéria na íntegra e visualizar este conteúdo.


    Com Agências | oglobo