Escultura de coelho de Jeff Koons bate recorde em leilão de um trabalho de artista vivo

NOVA YORK – Uma escultura de aço inoxidável criada por Jeff Koons em 1986, inspirada no brinquedo inflável de uma criança, foi vendida na Christie’s na noite desta quarta-feira por US$ 91,1 milhões, quebrando o recorde em leilão de um trabalho de um artista vivo, definido anteriormente, em novembro passado, por David Hockney.

O “Rabbit”, de 1986, de Koons era o prêmio máximo entre as seis obras oferecidas pela Christie’s da coleção da editora S.I. Newhouse Jr., que morreu em 2017.

Estimada em pelo menos US$ 50 milhões, a escultura tinha três interessados por telefone e um na plateia. Parte de uma edição de três exemplares e uma prova do talento do artista, foi o último deixado em mãos privadas, de acordo com a Christie’s.

O preço, que supera os US$ 90,2 milhões com taxas obtidos em novembro passado, novamente na Christie’s, para a pintura de 1972 de Hockney, “Portrait of an artist (Pool With Two Figures)”, confirmou como as esculturas de metal de Koons se tornaram os principais troféus bilionários produzidos durante a explosão da arte contemporânea dos anos 1980 e 1990.

Em novembro de 2013, o reflexivo “Balloon Dog (Orange)”, dos anos 1990, foi vendido em leilão por US$ 58,4 milhões.

Source: http://oglobo.globo.com/rss.xml?completo=true

Loading...