Droga que induz ao canibalismo é apreendida com traficante que abastecia Tijucas

Efeito no usuário é semelhante a um zumbi que ataca pessoas para se alimentar
Foi apreendida na manhã desta sexta-feira (01) pela Polícia Civil em Palhoça, uma quantidade de Catinona (droga que induz o canibalismo, derivados de anfetaminas, conjugadas com a planta chamada khat, originária de uma árvore nativa da África do Sul). Um traficante, de 35 anos, ex morador de Tijucas, natural de Florianópolis, vinha sendo investigado pela Divisão Especializada de Combate ao Narcotráfico da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DENARC/DEIC) há três meses por suspeita de tráfico de drogas. A Polícia confirmou ainda que o acusado abastecia pontos de tráfico em Tijucas.

De acordo com o Delegado Dr. Pedro Henrique Mendes, responsável pelas investigações, o alucinógeno é devastador e foi apreendido pela primeira vez no Estado. “Não há registros de apreensões em Santa Catarina desta droga chamada zumbi ou sais de banho, que causa no usuário um efeito semelhante a um zumbi que ataca pessoas para se alimentar. Há registros desta droga sintética no Nordeste e em outros países como, por exemplo, os Estados Unidos, onde já houve casos de ataques”, explicou.

Mendes relatou ainda, que o entorpecente é fracionado e se transforma em droga sintética, além de ser considerada um derivado muito mais forte do ecstasy e sozinha pode desestruturar a personalidade de quem a usa. A grama da droga é comercializada por R$ 100.

Loading...