Domingos Oliveira descobriu que falar de frustrações e alegrias era uma espécie de destino

No tempo em que se esperava do cinema brasileiro filmes sérios, muito sérios, que procuravam desvendar a realidade do país, ou então comédias muito tristes, degenerações da chanchada, Domingos Oliveira, morto neste sábado (23), buscou um caminho surpreendente: a comédia romântica.
Leia mais (03/24/2019 – 08h00)
Source: http://feeds.folha.uol.com.br/emcimadahora/rss091.xml

Loading...