Crivella engaveta de vez ideia de instalar parquímetros em estacionamentos do Rio

RIO – O prefeito Marcelo Crivella acaba de enterrar, de vez, o projeto de ordenamento do estacionamento nas ruas por meio de parquímetros. Um decreto publicado sexta-feira no Diário Oficial revoga outro, de 2014, que estabelecia o Vagas Inteligentes do Rio (VIR). O VIR, que não foi para a frente, previa a utilização de 1.200 aparelhos para o controle, por meio de sensores eletrônicos, das vagas. O mesmo decreto de Crivella confirma o CariocaParking.Rio como modelo de gestão do estacionamento rotativo. Esse sistema substituirá a atual venda de tíquetes por créditos eletrônicos, que poderão ser comprados por meio de um aplicativo.

A Secretaria municipal de Transportes (SMTR) não dá prazo para o começo da operação do CariocaParking.Rio, lançado em outubro do ano passado e cuja previsão para início de operação era o primeiro semestre deste ano. Procurada na sexta-feira, a Secretaria municipal de Transportes não deu qualquer data para o começo do funcionamento. Enquanto isso, motoristas continuam sofrendo nas mãos de flanelinhas nas ruas do Rio, que contam em toda a cidade com 35.600 vagas.

Valores de R$ 3 a R$ 5

Além de usar o aplicativo, motoristas poderão adquirir, com a implantação do CariocaParking, créditos para estacionar em lojas credenciadas ou com os atuais guardadores, que passariam a atuar com máquinas de venda. O projeto divide a cidade em três zonas, com diferentes tarifas — R$ 3, R$ 4 e R$ 5. O valor mais alto foi estipulado para o Centro, Zona Sul e Barra. No Recreio, o estacionamento custará R$ 4 e, dependendo do local, o valor poderá ser cobrado para 2h, 4h ou período único.

Source: http://oglobo.globo.com/rss.xml?completo=true

Loading...

Crivella engaveta de vez ideia de instalar parquímetros em estacionamentos do Rio

RIO – O prefeito Marcelo Crivella acaba de enterrar, de vez, o projeto de ordenamento do estacionamento nas ruas por meio de parquímetros. Um decreto publicado sexta-feira no Diário Oficial revoga outro, de 2014, que estabelecia o Vagas Inteligentes do Rio (VIR). O VIR, que não foi para a frente, previa a utilização de 1.200 aparelhos para o controle, por meio de sensores eletrônicos, das vagas. O mesmo decreto de Crivella confirma o CariocaParking.Rio como modelo de gestão do estacionamento rotativo. Esse sistema substituirá a atual venda de tíquetes por créditos eletrônicos, que poderão ser comprados por meio de um aplicativo.

A Secretaria municipal de Transportes (SMTR) não dá prazo para o começo da operação do CariocaParking.Rio, lançado em outubro do ano passado e cuja previsão para início de operação era o primeiro semestre deste ano. Procurada na sexta-feira, a Secretaria municipal de Transportes não deu qualquer data para o começo do funcionamento. Enquanto isso, motoristas continuam sofrendo nas mãos de flanelinhas nas ruas do Rio, que contam em toda a cidade com 35.600 vagas.

Valores de R$ 3 a R$ 5

Além de usar o aplicativo, motoristas poderão adquirir, com a implantação do CariocaParking, créditos para estacionar em lojas credenciadas ou com os atuais guardadores, que passariam a atuar com máquinas de venda. O projeto divide a cidade em três zonas, com diferentes tarifas — R$ 3, R$ 4 e R$ 5. O valor mais alto foi estipulado para o Centro, Zona Sul e Barra. No Recreio, o estacionamento custará R$ 4 e, dependendo do local, o valor poderá ser cobrado para 2h, 4h ou período único.

Source: http://oglobo.globo.com/rss.xml?completo=true

Loading...